Nesse Brasileirão, a geração #MadeInCotia ganhou mais espaço do que nunca no profissional do Tricolor. Nomes como os de Brenner, Paulinho, Sara e Diego Costa estão entre os destaques da equipe. Veja como o título da Copinha de 2019 está diretamente ligado a vice-liderança do São Paulo no BR-20.

Numa história mais recente, Antony foi a bola da vez na base Tricolor. Depois de ganhar destaque no título da Copa São Paulo, o jogador foi promovido ao profissional e foi um dos pontos altos do Tricolor em 2019. Na sua temporada de estreia, foi titular em quase todo o Brasileirão, marcando 4 gols e dando 6 assistências.

Com maior destaque, Antony foi vendido para o Ajax (HOL), deixando o Morumbi por pouco mais de 15 milhões de euros. Em contrapartida, outros nomes que foram campeões da Copa SP 2019, permaneceram na equipe, tiveram sequência com Diniz e, hoje, são as principais peças do sucesso do São Paulo no Brasileirão 2020.

OS CAMPEÕES DE 2019

Dos campeões da Copinha, alguns nomes vêm ganhando destaque com Diniz, sendo regularmente escalados na equipe titular são-paulina. São os casos de Gabriel Sara e Diego Costa, o último, titular indiscutível da zaga.

No triunfo diante do Fluminense, por exemplo, dos 23 jogadores relacionados para a partida, 14 eram formados na base são-paulina (contando Hernanes). Entre todos os relacionados, 3 fizeram parte da conquista da Copa SP – Sara, Diego e Rodrigo Nestor – 2 deles, titulares de Diniz. A aposta do comandante Tricolor nos mais jovens vem gerando resultados positivos ao time. Depois de um começo instável no Brasileiro, o São Paulo engatou uma sequência de 3 vitórias seguidas – resultado de algumas mudanças pontuais do técnico na equipe principal.

O meia Gabriel Sara foi um dos jogadores que fizeram parte do título da Copinha e que surgiu como novidade na equipe de Diniz para este ano. O jogador atuou em todos os 8 jogos do São Paulo no Brasileirão e, mesmo muito contestado pela torcida, Sara é constantemente elogiado por seu técnico. Em entrevista recente, o comandante blindou o jovem meia das críticas, exaltando a sua entrega e função tática:

“Super importante taticamente, talentoso. É um jogador que contribui demais em todos aspectos e todas as fases do jogo. Talvez o torcedor não consiga enxergar isso”.Técnico do São Paulo, Fernando Diniz, comentando o desempenho de Sara.

Paulinho foi outro que participou de campanhas anteriores do Tricolor na Copa SP, e agora, vem ganhando notoriedade no elenco são-paulino. Com uma vaga em aberto após a saída de Pato, Paulinho, que já pedia passagem, agarrou a oportunidade. O atacante começou como titular em 5 das 6 partidas em que atuou nesse BR-20.

O XERIFE DIEGO COSTA

O caso de Diego Costa é, talvez, um dos mais interessantes. O capitão do São Paulo na conquista da Copinha 2019, mandou para o banco a dupla de zaga, até então, titular há mais de um ano, Arboleda e Bruno Alves. Formando um dueto com Léo Pelé, Diego e o São Paulo corrigiram alguns de seus problemas defensivos neste BR-20 e, de quebra, ganharam a ‘cara’ de Diniz, com as características saídas de bola do treinador.

Depois da mudança na zaga, o Tricolor embalou uma sequência vitórias (Sport, Athletico e Corinthians), que só foi interrompida diante do Galo. Porém, o último triunfo dessa sequência foi logo em um Majestoso, no qual Diego ganhou os holofotes ao fazer uma ótima marcação em Jô, garantindo a vitória do São Paulo no Morumbi.

MAJESTOSO E O ‘EFEITO BRENNER’

O triunfo no clássico contra o Corinthians foi um indicativo de que a confiança nos jovens está sendo uma das chaves para o sucesso do São Paulo. Além da ótima atuação de Diego Costa, outra cria de Cotia que brilhou no Majestoso foi: Brenner. O atacante entrou na segunda etapa e decidiu a partida, marcando o gol da vitória, já nos acréscimos.

Depois do Clássico, choveram comentários para que Diniz desse mais oportunidades ao jovem atacante, e até Luis Fabiano, ex-atacante e ídolo são-paulino, deu ‘dicas’ ao jogador. Em entrevista ao Globo Esporte, o Fabuloso apontou para que Brenner continuasse marcando gols, “mas não só no Corinthians”:

“Continue fazendo gols no Corinthians, mas não só no Corinthians. Mas continue fazendo gols no Corinthians porque isso é importante para nós. Se ele quiser eu mando meu DVD para ele”.comentou em tom de humor o ídolo são-paulino, Luis Fabiano.

Os pedidos do Fabuloso foram escutados pelo camisa 30 do São Paulo. No duelo contra o Fluminense, Brenner entrou no intervalo e, mais uma vez, decidiu a partida. Empatou o jogo em um de seus primeiros toques na bola e fez a jogada para o gol da virada, de Luciano.

Fato interessante é que Brenner poderia ter feito parte da equipe campeã da Copinha em 2019. O feito só não aconteceu, pois o atacante foi promovido quase 1 ano antes ao profissional, por isso, não estava apto para disputar a competição da base.

DEDOS DE DINIZ

Muito contestado pela eliminação no Paulista e pelo início ruim no Brasileirão, o técnico Fernando Diniz tem uma grande parcela no atual sucesso do São Paulo. Com um elenco limitado em alguns setores, o ‘professor’ apostou nos jovens talentos e vem colhendo os frutos dessas escalações.

No atual momento, o São Paulo é o 2º colocado do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos – apenas 1 ponto atrás do líder, Internacional. Com cinco vitórias, um empate e duas derrotas, os comandados de Diniz tem um aproveitamento de 66,7% e encaram o RB Bragantino na próxima rodada

A confiança nos jovens, pontualmente marcada pela vitória contra o Sport, mostra que Diniz, aos poucos, vai dando a sua cara ao São Paulo. O técnico conseguiu ajustar o seu estilo de jogo com as peças que tinha à disposição e, Cotia foi imprescindível para que o Tricolor alcançasse a vice-liderança do Brasileirão.

Esporte News