Meio-campista entrou bem na vitória contra o Athletico e pinta como alternativa para o camisa 10, lesionado

Hernanes pensou em sair do São Paulo, reconsiderou, teve paciência e agora parece até ser uma solução para o técnico Fernando Diniz. Acionado na última quarta-feira, na vitória por 1 a 0 sobre o Athletico, ele é uma das opções mais semelhantes a Daniel Alves, camisa 10 da equipe, que ficará fora por até um mês.

Ídolo da torcida e contratado para ser a referência do Tricolor no ano passado, Hernanes ainda não havia jogado na atual edição do Campeonato Brasileiro. Seu aproveitamento, por sinal, já vinha sendo bem abaixo do que se esperava de um jogador tão importante para o São Paulo.

Depois de começar o ano como titular, Hernanes caiu de produção e, desde fevereiro, passou a ser utilizado apenas saindo do banco de reservas. A única vez em que iniciou uma partida no período foi contra o Guarani, na Vila, quando o Tricolor utilizou uma equipe de suplentes.

O papel de coadjuvante chegou a incomodar Hernanes, que considerou deixar o clube para buscar um novo caminho na carreira. A eliminação para o Mirassol, o momento ruim na temporada e a incerteza sobre a sua importância eram os principais problemas, mas acabaram contornados com tempo para pensar e conversa.

Depois de um papo com a diretoria, na semana passada, definiu que buscaria a superação em campo. Fernando Diniz, contente por saber a sua decisão, avisou interna e externamente que a chance de Hernanes surgiria em breve. Ela veio e deve continuar aparecendo.

Sem Daniel, que fraturou o braço no triunfo contra os paranaenses, passou por cirurgia e deve ficar cerca de um mês longe dos gramados, o armador aparece como opção de criação para o treinador.

Goal.com