Eliminado pelo Mirassol nas quartas de final do Paulistão, o São Paulo terminou o campeonato apenas na 6ª colocação, uma das piores em sua história na competição. Desde 1930, o tricolor só foi pior, em termos de classificação final, em 1990 (15º); 1936, 1960, 1973, 2001 e 2016 (8º); 1937, 1976, 1979, 1986 (7º). Já em 1940, acabou também na 6ª posição.

Com o desempenho ruim, o São Paulo ganhará uma premiação de R$ 450 mil da Federação Paulista de Futebol pelo seu desempenho no campeonato — isso sem conta a cota de TV (R$ 26 milhões, assim como os rivais Corinthians, Palmeiras e Santos). Em 2019, pelo vice-campeonato, o São Paulo ganhou R$ 1 650 000,00 da FPF. Em 2020, o campeão levará R$ 5 milhões de premiação.

Resta saber ainda quem serão os quatro primeiros, mas, por enquanto, a premiação do Paulistão 2020 está assim:

Campeão: R$ 5 milhões

Vice: R$ 1,650 milhão

3º lugar: R$ 1,080 milhão

4º lugar: R$ 850 mil

5º lugar (Bragantino): R$ 500 mil

6º lugar (São Paulo): R$ 450 mil

7º lugar (Santo André): R$ 420 mil

8º lugar (Santos): R$ 400 mil

9º lugar (Novorizontino): R$ 220 mil

10º lugar (Guarani): R$ 200 mil

11º lugar (Ferroviária): R$ 180 mil

12º lugar (Inter de Limeira): R$ 150 mil

13º lugar (Ituano): R$ 130 mil

14º lugar (Botafogo): R$ 100 mil

Campeão do Torneio do Interior: R$ 360 mil

Vice-campeão do Torneio do Interior: R$ 100 mil

UOL