Júlio Casares será um dos candidatos na eleição presidencial do São Paulo, que ocorre em dezembro deste ano, pelo grupo “Juntos pelo São Paulo”. Visando ser o substituto de Leco, o postulante ao cargo máximo do Tricolor ganhou mais um apoiador importante para o pleito do final de 2020.

Desta vez, Marcio Malamud, conselheiro vitalício do clube do Morumbi, anunciou que estará alinhado à chapa encabeçada por Casares na eleição de dezembro, justificando sua escolha pelo projeto apresentado pelo grupo.

“Minha decisão de apoiá-lo, apesar do respeito que tenho por outros candidatos, é que o Julio abraçou e se comprometeu a um projeto maior que é rever o processo de gestão do São Paulo, assim como endossar um projeto de longo prazo para o Clube em que existe uma comissão trabalhando arduamente nisso e no qual eu faço parte”, comenta Malamud.

Vale destacar que, apesar de enfrentar a oposição nas eleições, Casares não se considera como situação, buscando se desvincular da gestão de Leco. O atual presidente do São Paulo ainda não sinalizou se apoiará algum dos dois grupos.

As últimas semanas têm sido movimentadas nos corredores do clube do Morumbi em relação à campanha para a eleição do presidente do Conselho Deliberativo. No final de junho, a Gazeta Esportiva noticiou que a chapa de oposição apostará em Marcelo Portugal Gouvêa como candidato para o cargo.

A decisão estremeceu o grupo opositório do São Paulo. Dias depois, Ópice Blum anunciou que não participaria mais da corrida eleitoral, irritado pela opção da chapa antes mesmo da convenção. Na sequência, foi a vez de Ives Gandra Martins mudar de lado e passar a apoiar o grupo encabeçado por Júlio Casares.

Na última quinta-feira, Olten Ayres de Abreu Júnior, candidato à presidência do Conselho Deliberativo da chapa “Juntos pelo São Paulo”, concedeu entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva. Durante a conversa, o postulante recusou o rótulo de “centrão” que vem sendo atribuído ao grupo, explicando os principais projetos que defenderá na campanha.

Gazeta Esportiva