O São Paulo não terá Antony quando o futebol voltar, mas Fernando Diniz conta com onze jogadores com características ofensivas para formar o ataque ideal do Tricolor se optar por manter o esquema de antes da parada.

Considerando que Vitor Bueno seja o titular do lado esquerdo, as opções para a direita e comando do ataque são: Pato, Pablo, Everton, Rojas, Helinho, Toró, Brenner, Gonzalo Carneiro, Tréllez, Paulinho Bóia e Danilo Gomes.

OneFootball destaca abaixo algumas possibilidades com características diferentes que Diniz poderá trabalhar:

Pato e Pablo

Foto: imago images / Fotoarena

A dupla favorita para ocupar as duas vagas é formada por Pato e Pablo. Foram eles que jogaram na maioria das vezes em que Diniz não contou com Antony. O problema são as diferentes características.

O técnico gosta de Pato mais centralizado. Pablo não tem a mesma velocidade e capacidade de improviso de Antony para jogar aberto como um ponta e ajudar na marcação. Se não se entenderem rapidamente, pode ser que os dois briguem por apenas uma posição.


Helinho e Toró

Foto: imago images / Fotoarena

Mais jovens e com um estilo de jogo um pouco mais semelhante com Antony, Helinho e Toró surgem como potenciais substitutos. Helinho e Toró talvez tenham capacidade de finalização superior a Antony, mas ainda não evoluíram nos profissionais como o ex-companheiro. Além disso, os dois não tem a mesma capacidade de drible e criação de jogadas de profundidade no ataque. Ambos podem, no entanto, evoluir.


Everton e Rojas

Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

Os já experientes Everton e Rojas seriam apostas interessantes, mas sob ambos paira uma imensa dúvida a respeito da condição física. Everton vem de uma sequência de lesões. Rojas teve dois problemas graves que o afastaram dos gramados por quase dois anos. Os dois têm bom poder de definição e capacidade para criar situações de gol.


Carneiro e Tréllez

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

O uruguaio volta de suspensão por doping, e o colombiano retorna de empréstimo. Ambos não pareciam ter mais espaço no Tricolor, mas podem ganhar chance para mostrar serviço. Os dois são altos, apesar de não atuarem só como centroavantes. As características e o histórico no clube não indicam que eles poderão ser testados na vaga de Antony. No comando do ataque, Pato e Pablo estão em vantagem.


Brenner, Paulinho Bóia e Danilo Gomes

Foto: imago images / Fotoarena

No trio de garotos, Brenner é quem teve mais chances. Ele também foi emprestado, mas a carreira ainda não decolou. Os outros dois também ainda não apareceram muito na equipe profissional. O trio deve ter mais dificuldade para receber de Diniz uma chance para tentar substituir Antony.


Foto destaque: imago images / Fotoarena