Uma das lideranças técnicas dentro de campo do São Paulo, Daniel Alves também se destacou no início desta temporada pelo vigor físico. Mesmo aos 37 anos, o camisa 10 do Tricolor demonstrou nos gramados que ainda não sentiu o peso da idade, sendo um dos jogadores que mais apresentaram resistência do elenco.

Até o momento, o São Paulo disputou 12 partidas oficiais no ano, sendo dez pelo Campeonato Paulista e duas pela Libertadores. Daniel Alves foi titular em 11 delas, não sendo utilizado apenas no jogo contra o Botafogo-SP, quando Diniz optou por uma escalação inteiramente reserva.

Além da presença em quase todas as partidas, o meio-campista não foi substituído em nenhum dos confrontos, permanecendo no gramado do início ao fim, mesmo atuando em uma posição que exige preparo físico para chegar à frente e voltar para a defesa com muita frequência.

Portanto, o principal desafio para Daniel Alves no retorno do futebol será manter a forma física apresentada no início desta temporada. Os clubes paulistas voltaram a treinar com bola apenas na última quarta-feira e aguardam uma posição das entidades em relação ao retorno das competições. Ao contrário do que aconteceu no Rio de Janeiro, a tendência é que os times que disputam o Paulistão tenham mais tempo para se prepararem.

Vale destacar que Daniel Alves não participou das avaliações físicas realizadas pelo São Paulo antes do reinício dos treinamentos. O camisa 10 fez um acordo junto à diretoria e comissão técnica que apenas se reapresentaria em julho. O meio-campista apareceu no CT da Barra Funda um dia antes do que havia sido combinado e já está trabalhando normalmente junto de seus companheiros.

GazetaEsportiva