Daniel Alves se apresentou antes do previsto no CT da Barra Funda para treinar com o elenco do São Paulo na volta da quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus. Mas o fato de o clube ter dívida com o jogador e estar trabalhando numa nova redução salarial devido ao período sem jogos pode ser um empecilho para o astro no Morumbi.

Essa é a análise do jornalista Arnaldo Ribeiro no podcast Posse de Bola #39, gravado antes de o jogador ter retornado a São Paulo e realizado o teste da covid-19 para ser liberado aos treinos. Para o jornalista, o São Paulo precisa contornar a dívida que tem com o seu camisa 10 para evitar a perda do que seria a peça principal do time de Fernando Diniz, já que considera o time mais dependente do jogador do que o rival Palmeiras é do atacante Dudu, que tem proposta do Qatar.

“Qual seria o time mais dependente de sua figura, o Palmeiras do Dudu ou o São Paulo do Daniel Alves? Para mim é o São Paulo, mais dependente ainda dessa figura. O São Paulo se formou um time em função do seu principal jogador e se não souber negociar com esse jogador, ele está perdido, porque o Daniel Alves é meio time, é mais do que meio time”, afirma Arnaldo.

“O São Paulo tem esse pepino na mão, que poderia ser a maior solução dos seus problemas, o melhor jogador. Ele é o melhor jogador, tecnicamente falando, brasileiro jogando no país, só que você precisa pagá-lo. Se não, não adianta. E o São Paulo corre o risco de perder o seu único jogador relevante nessa situação toda por inabilidade completa da sua gestão que está se encerrando de forma desastrosa”, completa o jornalista.

UOL