São vários os casos de grandes jogadores que passaram pelas categorias de base dos times brasileiros, porém não tiveram sequência e acabaram brilhando em outros clubes. Henrikh Mkhitaryan, por exemplo, teve uma passagem pelo time juvenil do São Paulo.

O meia, que hoje defende a Roma, desembarcou no Tricolor quando tinha 13 anos. O armênio permaneceu apenas quatro meses no clube, porém foi o suficiente para aprender a falar português e desenvolver um pouco do que o brasileiro possui de especial: “Eu sonhava em ser como o Kaká e o Brasil era o lar desse estilo criativo, que os brasileiros chamavam de ginga”, afirmou o jogador em entrevista ao The Players Tribune.

No período no qual treinou pelo São Paulo, Mkhitaryan chegou a dividir seu quarto com Hernanes, à época na base do Tricolor. Em 2018, o armênio relembrou sua passagem pela equipe brasileira com uma foto publicada em seu Twitter e uma legenda com os dizeres “os primeiros dias”.

Na ocasião, o perfil oficial do São Paulo interagiu com o meia nas redes:

“Que grande recordação, Mkhitaryan. Quando você estiver no Brasil venha nos visitar. As portas estarão sempre abertas para você”, publicou o Tricolor.

“Muito obrigado, São Paulo. Com certeza eu vou”, respondeu o atleta.

Gazeta Esportiva