O atacante Pablo disputou um clássico em um sábado, marcou dois gols e decidiu um jogo para o São Paulo na tentativa de voltar a ser titular da equipe. O desfecho dessa história, porém, está pausado desde aquela ocasião, à espera de uma resolução a respeito da pandemia da Covid-19.

Principal jogador na virada por 2 a 1 sobre o Santos, há mais de 100 dias, no Morumbi, o jogador conversou com a Goal a respeito do tempo em que o futebol ficou parado e sobre o que esperar da equipe do São Paulo daqui para frente.

“Acredito que quando eu fiz os dois gols o pessoal ficou: ‚Äėo Pablo est√° de volta‚Äô. Agora come√ßa tudo de novo, vou tentar me preparar bem para estar firme nessa retomada”, disse o jogador, que se v√™ adaptado a um poss√≠vel trio com Alexandre Pato e Vitor Bueno na aus√™ncia de Antony, vendido ao Ajax.

Confiante em um temporada com t√≠tulos para o Tricolor, Pablo disse que conversou com Fernando Diniz durante a pandemia e foi avisado que o treinador tem muitas novas informa√ß√Ķes para a retomada do futebol. “N√≥s temos o compromisso de sermos campe√Ķes”.

Veja o papo na íntegra:

Goal: Você teve um início complicado de ano, foi criticado, chegou a perder a posição, mas fez dois gols contra o Santos antes da parada. Muito azar?

Pablo: Ah, cara, eu discordo. Achei que eu comecei o ano bem, sim, joguei bem em alguns jogos, dei algumas assist√™ncias. Infelizmente, n√£o vinha fazendo gols e um atacante vai ser cobrado por isso. Conversei com o Fernando, entendi, compreendi, aceitei. Naquele jogo contra o Santos tive a oportunidade de entrar e marcar os dois gols da vit√≥ria. Fiquei muito confiante. Quando voc√™ √© atacante e ajuda com as assist√™ncias as pessoas n√£o enxergam. Acredito que quando eu fiz os dois gols o pessoal ficou: ‚Äėo Pablo est√° de volta‚Äô. Agora come√ßa tudo de novo, vou tentar me preparar bem para estar firme nessa retomada.

Goal: Na volta não vai mais ter o Antony, que vinha sendo titular. Você acha que conseguiria se encaixar com Pato e Vitor Bueno em um novo ataque para esse semestre?

Pablo: Isso a√≠ quem vai decidir √© o Fernando, ele sabe onde eu posso ajudar a equipe. J√° joguei ali, foi o pr√≥prio Fernando quem me colocou de centroavante. A gente se entende muito bem, eu, o Al√™ [Pato], o Bueno, quem jogar ali vai com certeza dar conta do recado. Mas essa decis√£o √© do Fernando. J√° disse que estou sempre √† disposi√ß√£o para ajudar a equipe, meu maior desejo √© ajudar o S√£o Paulo a ser campe√£o. Se tiver que jogar na ponta eu jogo sem problema algum.

Goal: Sobre o Diniz, você trabalhou com ele agora no São Paulo e antes no Athletico. Você acha que ele já conseguiu implantar toda a metodologia dele no São Paulo?

Pablo: Ah, desde o ano passado a gente j√° via caracter√≠sticas quando ele assumiu o time. A diferen√ßa que eu vejo do Athletico para o S√£o Paulo √© que ele teve tr√™s meses para implantar a filosofia. Como n√£o joga o Estadual, ele teve todo esse tempo para fazer esse trabalho. Aqui no S√£o Paulo ainda tem muita coisa que eu acho que ele tem para n√≥s. Mas, mesmo assim, a equipe j√° jogou muito bem nesse ano. Acho que em quase todos os jogos a gente jogou muito bem, defensivamente e ofensivamente. Acredito, sim, que estamos em um grande momento. Quando tiver essa retomada, ele j√° me disse que tem muitas informa√ß√Ķes para passar e novidades sobre onde a equipe pode melhorar.

Goal: O que você pensa dessa retomada dos treinos? Acha que já está na hora de voltar?

Pablo: Eu quero acreditar que, se estamos voltando, √© o momento certo. N√£o porque a Europa j√° voltou e sim porque √© o momento certo de voltar. √Č algo que ainda n√£o tem uma resposta, n√©, n√£o existe uma vacina, n√£o tem um rem√©dio para tratar que curte a doen√ßa, enfim. Mas o que o clube pedir para n√≥s vamos acatar, vamos fazer, somos funcion√°rios e estamos ansiosos para voltar. Gostar√≠amos que voltasse o mais r√°pido poss√≠vel, mas n√£o vai ser t√£o r√°pido quanto a gente gostaria, claro.

Goal: Quanto tempo voc√™ acredita que vai demorar para os atletas estarem em boas condi√ß√Ķes f√≠sicas? D√° para comparar com o per√≠odo de f√©rias?

Pablo: Hoje em dia, at√© no per√≠odo de f√©rias, os jogaores aproveitam, mas todos s√£o atletas, pensam assim. Tem que se cuidar. N√£o foram f√©rias e muito menos o tempo foi semelhante. Tempo muito longo parado, tr√™s meses j√°. Precisa de um tempo adequado de prepara√ß√£o para voc√™ treinar, fazer as atividades para n√£o acontecer les√Ķes. A gente sabe que tr√™s meses sem treinamento, dia a dia, √© muito tempo. As pessoas que comandam o futebol t√™m que ter consci√™ncia de que a gente precisa de um tempo h√°bil para poder treinar, se preparare n√£o ocorrer les√Ķes em grande escala. No m√≠nimo de 4 a 6 semanas √© o tempo ideal

Goal: Como foi o seu trabalho durante a quarentena? Queria que você contasse como foi esse período, contatos com o Diniz, a comissão, e como foi trabalhar remotamente.

Pablo: Conversei algumas vezes com o Fernando, pessoal da prepara√ß√£o f√≠sica todo dia acompanhando a gente. Foi dif√≠cil porque treinar sozinho √© complicado, voc√™ sente falta dos companheiros, do conv√≠vio. Mas voc√™ n√£o pode ficar parado, tem que continuar treinando, nosso corpo precisa de atividade. Todos jogadores treinaram nesse per√≠odo parado, tr√™s meses sem jogar √© ruim para o corpo.

Goal: Quão preparado o São Paulo está para ganhar títulos já neste ano? Dá para bater de frente, por exemplo, com o Flamengo?

Pablo: A nossa equipe tem jogadores e está num nível incrível. Vai começar tudo de novo o ano, vai começar para todos, o Brasileiro não começou, Libertadores já tinha começado e quando retomar a gente vai estar num nívem bom já. A gente sabe que a equipe do Flamengo vem bem, o Athletico vem vencendo também, são equipes campeãs. Tem outras grandes equipes, com elenco muito bons, Fluminense, Botafogo, a gente sabe que vai ser um ano em que todo mundo quer vencer. E a gente quer vencer também pela forma que a gente tem de característica de jogo.

Acredito que a gente tem possibilidade de vencer, ser campeão. E a gente quer ser campeão de todo campeonato que a gente for jogar. Vai jogar Paulista, vamos jogar para ser campeão do Paulista. Vai jogar Brasileiro, vamos jogar para ser campeão do Brasileiro. Libertadores, vamos buscar título, é o maior objetivo. Copa do Brasil.

Todo torneio que a gente entrar pode ter certeza que o São Paulo vai entrar pra mostrar sua força porque um clube como o São Paulo não pode ficar muito tempo sem ser campeão. E, a cada ano que passa, essa pressão aumenta. Nós temos que voltar a vencer com a camisa do São Paulo.

Goal.com