Candidato à presidência do São Paulo, Julio Casares criticou a gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Presente no SportsCenter de hoje, o aspirante ao cargo evitou apontar erros, mas afirmou que o trabalho do atual presidente tricolor apresenta “particularidades”. “Sobre a atual gestão, nós precisamos ter um cuidado de uma avaliação maior. Eu sempre digo que uma avaliação completa tem que ser ao final de sua obra. A obra final dessa gestão terminará em dezembro, aí nós teremos uma avaliação maior. Entretanto, ela tem problemas”, disse Casares, que completou:

“O nosso projeto vai em choque ao que vem acontecendo na gestão em duas áreas: futebol e a área financeira. Portanto, a minha avaliação é que é uma gestão que tem problemas, tem particularidades que nós faríamos diferente, mas também tem respeito”. Questionado sobre um possível retorno de Rogério Ceni ao comando técnico tricolor, Casares garantiu a manutenção de Fernando Diniz:

“O Rogério é um grande são-paulino, um grande profissional, é uma pessoa que estará sempre na agenda de qualquer direção, mas o momento é do Fernando Diniz. Eu coloco, reitero e ratifico: O Fernando Diniz terá longevidade no São Paulo. O São Paulo precisa parar de trocar de técnico. Isso não adianta. Nós precisamos ter longevidade”, afirmou.

UOL