Se em 2019 Fernando Diniz alternou esquemas táticos e a escalação titular do São Paulo ao longo do segundo semestre, o início da atual temporada serviu para consolidar conceitos que o treinador considera essenciais para a equipe. Uma das principais novidades implementadas pelo comandante do Tricolor é uma estratégia pouco utilizada por times ao redor do mundo na saída de bola.

Diversas equipes recuam o primeiro volante para o espaço entre os dois zagueiros, com o intuito de liberar os laterais. No entanto, Diniz ousou no São Paulo: são dois os jogadores que se posicionam entre os defensores centrais nos momentos em que o time tem a possa da bola.

Tchê Tchê e Daniel Alves recuam para o miolo da linha defensiva, enquanto Bruno Alves e Arboleda abrem nas laterais. A ideia do treinador do Tricolor é ter os dois atletas com melhor capacidade de passe da equipe na zona mais crucial do campo para o seu modelo de jogo, qualificando a saída de bola.

Esse posicionamento exige que o adversário avance ao menos dois jogadores para pressionar a iniciação das jogadas do São Paulo, o que pode gerar espaços para Daniel Alves e Tchê Tchê acionarem seus companheiros em posições mais favoráveis no campo.

A estratégia foi um dos principais aspectos que potencializaram o desempenho de Tchê Tchê no Tricolor. O volante passou a se destacar na saída de bola, com passes precisos e habilidade para até mesmo se livrar da marcação com dribles.

Gazeta Esportiva.com

Anúncios