Apesar de a bola ter rolado apenas até a metade de março, Pato praticamente igualou neste ano o número de gols que havia marcado em 2019. O atacante do São Paulo balançou as redes dos adversários quatro vezes em 11 duelos (entre Paulistão e Copa Libertadores) nesta temporada. Já no ano anterior, ele havia feito cinco gols em 22 confrontos.

Entre 2019 e o início de 2020, Pato ficou seis meses sem fazer gols. Agora, entre os tricolores, ele só não fez mais tentos do que Daniel Alves — artilheiro do time com cinco gols. Além disso, o atacante deu duas assistências para os companheiros balançarem as redes.

Com bom rendimento, o jogador também deixou de ser uma opção (em 2019 ele nem sequer chegou a ser relacionado em alguns confrontos). Agora, é considerado titular absoluto no time de Fernando Diniz. Exatamente pelo fim de temporada abaixo do esperado em 2019, Pato ficou perto de sair do São Paulo no início deste ano. Afinal, o jogador de 30 anos teve a possibilidade de deixar o Tricolor. Em janeiro, o Shabab Al Ahli, de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, ofereceu 3 milhões de dólares (cerca de R$ 12,5 milhões na cotação na época) para tirá-lo do Morumbi. Confiante de que ainda poderia render mais pelo São Paulo, ele recusou a oferta.

Ainda não há uma previsão de quando as competições vão ser retomadas após a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus. O Tricolor paulista disputava o Campeonato Paulista e a Copa Libertadores.

UOL