Amigos tricolores,

Há algum tempo eu queria escrever sobre isso, mas outras pautas vão surgindo e acabo dando prioridade e esquecendo dessa, porém, uma declaração dele sobre o Chelsea e o Liverpool,  fez Danilo voltar aos holofotes da torcida e esse assunto ganhou manchetes. O ex-meia disse que o Liverpool era mais time que o Chelsea, logo, o título do São Paulo foi mais difícil que do Corinthians, a quem defendeu e ganhou em 2012.  O que ele disse demais? Nada!

Dizer que o Barcelona é mais forte que o Real Madrid, que o São Paulo é mais forte que o Palmeiras, que o Boca é mais que o River, não está, em nenhum momento desmerecendo o adversário, basta entender que na vida há sempre o primeiro colocado.

Questão de opinião, algo que no Brasil, ela só vale se for igual a de quem ouve, do contrário, você é “modinha”. O brasileiro tem muito a evoluir ainda.

Danilo é ídolo sim! E ponto final!

O meia veio do Goiás em 2004, a pedido de Cuca, com quem tinha trabalhado em 2003 no mesmo time. Entre 2004 e 2007, Danilo vestiu a camisa 10 do São Paulo, que grandes nomes como Pedro Rocha, Pita, Leonardo e Raí também o fizeram. Em 2004, Cuca armou o time, mas pela grande reformulação que estava sendo feita entre 2003 e 2004, Cuca não consegui rápidos resultados e depois ser eliminado na semifinal da Libertadores de 2004, foi demitido.

Veio Leão que venceu o Paulistão de 2005, tendo Danilo como destaque. Depois, Paulo Autuori assumiu o tricolor e comandou o São Paulo na Libertadores e Mundial de 2005. Danilo foi fundamental, mais na Libertadores do que no Mundial, na minha opinião. Como esquecer aquele gol, em 2005, no rebote do escanteio, em pleno Morumbi, de fora da área em cima do River Plate? Aquele gol, foi para a mim, a certeza de que o título da Libertadores, daquele ano, ficaria no Morumbi. Como realmente ficou!

Ídolos trazem títulos

Eu sei que o que eu vou falar vai magoar muita gente, mas ok, no Brasil a sua opinião só vale se for a mesma de quem ouve, repito isso, pois acredito nessa frase. Para mim, Luis Fabiano não é ídolo e antes de ser xingado de modinha, eu explico: o que de importante ele fez? Foi um belíssimo jogador, está entre os 10 maiores camisas 9 que tivemos, ao lado de Serginho Chulapa, Careca, França e Gino Orlando. É o 3o maior artilheiro do São Paulo, e se não fossem as contusões e se ficasse mais um ano, passaria o Serginho sendo o primeiro. É identificado com a torcida, é torcedor e grato pelo o que o São Paulo fez por ele. Tudo isso, sabemos, mas qual pôster de campeão tem a sua foto? Desculpe os amantes do Fabuloso, mas fazer gol e tirar sarro do Corinthians na TV não forma ídolo, para mim, ídolo é aquele que tem a sua foto estampada na sala de troféus do Morumbi, e Danilo tem 4 fotos, então, dizer que o meia não é ídolo porque jogou no Corinthians, é um pensamento tão pequeno como a lista de títulos do Ibís. Vamos amadurecer!

Japão e Brasil

No começo de 2007, após levantar o Brasileiro de 2006, sob o comando de Muricy, Danilo foi para o Kashima Antlers, onde permaneceu até o fim de 2009, quando voltou ao Brasil. Gilmar Rinaldi, na época, era o empresário de Washington e Danilo e por uma filosofia dele, Gilmar, Danilo não voltou ao São Paulo. Gilmar não queria ter dois jogadores que representava no mesmo time, então deu ao São Paulo a opção entre seus clientes:

“Na época eu trabalhava com o Washington, e ele estava negociando renovação de contrato com o São Paulo. Então eu falei com o São Paulo, eles tinham interesse no Danilo, mas tinham que escolher se iriam renovar com o Washington. Quando o Danilo conseguiu a liberação no Japão o Andrés Sanchez me ligou e eu dei a prioridade ao Corinthians. Depois o São Paulo ainda tentou falar com o Danilo, mas a prioridade já era para o Corinthians”.

Profissional

Danilo, profissional que sempre foi, aceitou a proposta do Corinthians, onde permaneceu por 8 anos, até se transferir para o Vila Nova, onde jogou apenas um ano e se aposentou do futebol.

Entre 2004 e 2006, quantas vezes, Danilo fez corpo mole em campo? Quantas vezes entrou em polêmica? Quando se ouviu uma matéria sobre ele tumultuar ambiente do clube ou brigar com alguém do elenco? Alguma vez, se viu Danilo ir a imprensa falar mal de Cuca, Leão, Autuori ou Muricy? Quantos gols importantes ele fez? Quantas vezes ele foi o melhor em campo? Quantos títulos deu ao São Paulo sendo protagonista em campo?

Não é ídolo?

“Ain, ele não é ídolo porque jogou no Corinthians…” evolua torcedor, cresça, seja adulto! Você idolatra o Messi, que joga no Barcelona! Idolatra CR7 que joga na Juventus! Idolatra Neymar que nunca jogou no São Paulo! Careca jogou no Santos, Muller, um dos maiores ídolos da história do São Paulo jogou no Corinthians, Palmeiras, Santos e Cruzeiro. Pita veio do Santos! Zetti era do Palmeiras e jogou no Santos. Dario Pereyra e Pedro Rocha vestiram a camisa do Palmeiras.

Os caras são PROFISSIONAIS!! Danilo nunca desrespeitou a torcida do São Paulo, a ponto de não ir na despedida do Rogerio, primeiro por respeitar o Corinthians, time que tinha contrato, depois porque sabia que seria vaiado por uma pequena parte da torcida! Apenas sejam adultos! Danilo é ídolo! E fim de papo!

FELIPE MORAIS
Autor dos Livros: 
Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva Uni)  
Ao Mestre com carinho, O SPFC da Era Telê (Ed. Inova)
Transformação Digital, Como a inovação digital pode ajudar seu negócio nos próximos anos (Ed. Saraiva Uni)

facebook.com/plannerfelipe
@plannerfelipe
linkedin.com/in/plannerfelipeSkype: plannerfelipe

FUTEBOL – CAMPEONATO BRASILEIRO – SAO PAULO X PAYSANDU – Danilo comemora gol durante o jogo – Estadio Morumbi – Sao Paulo – SP – Brasil – Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press – 24/09/2005
Anúncios