Vendido ao Ajax, Antony vai deixar o São Paulo sem a chance de se despedir em uma partida oficial. O atacante, que queria sair do Tricolor com pelo menos o título do Paulistão, já tem data para apresentação no clube holandês e não conseguirá mais entrar em campo vestindo a camisa tricolor.

O contrato entre Antony e São Paulo termina em 30 de junho e não há qualquer possibilidade de ele ser utilizado neste mês, já que o Paulistão só deve ser retomado na segunda quinzena de julho. Desta maneira, só restaria ao presidente Leco o pedido de prorrogação do vínculo para contar com o atacante no estadual.

Mas seria perda de tempo. O Ajax já marcou a data de apresentação de Antony na Holanda para 7 de julho. E, inclusive, tem trabalhado nos bastidores para lidar com uma situação inesperada: por causa da pandemia do Coronavírus, as fronteiras holandesas estão fechadas para estrangeiros até 15 de julho.

A ideia do novo clube de Antony é contar com ele no mesmo dia da reapresentação dos companheiros, quando será iniciada a preparação para a temporada 2020-2021 do Campeonato Holandês. Vale lembrar que a KNVB, federação local, determinou o encerramento do último campeonato a oito rodadas do fim.

O Ajax era líder, embora com o mesmo número de pontos do AZ Alkmar. Não haverá campeão, nem rebaixado, embora o time de Antony tenha ficado com a vaga direta na Liga dos Campeões, enquanto o AZ terá de disputar a fase preliminar do maior torneio europeu.

A venda de Antony vai render ao São Paulo 16 milhões de euros (R$ 96,2 milhões). Há ainda outros 6 milhões (R$ 36,1 milhões) condicionados à performance. Entre as metas, estão alcançar cem jogos, ser campeão da Liga dos Campeões ou Liga Europa, se tornar artilheiro da competição nacional. E o Tricolor também manteve 20% do valor de uma futura venda.

Jorge Nicola

Anúncios