O futebol está parado no São Paulo desde 14 de março, mas as notícias seguiram no clube tricolor.

O ex-zagueiro uruguaio esclareceu, por exemplo, sua declaração sobre o compatriota Cavani, que é um sonho antigo da torcida que frequenta o Morumbi. Mas as palavras do dirigente não foram animadoras.

“Ele está muito valorizado, tem mercado na Europa. Mas com certeza, antes de vir para a América, quando ver qual time, antes ele ia falar comigo. Isso é óbvio. Mas daí a ele ter as condições de vir para a América do Sul, é muito difícil”, explicou Lugano.

Em abril, o dirigente havia dado uma entrevista à Club Octubre, da Argentina, na qual disse que Cavani iria para o São Paulo antes de ir para o Boca Juniors. Isso foi suficiente para a torcida tricolor invadir as redes sociais do atleta, pedindo que ele assinasse com a equipe brasileira. Para Lugano, entretanto, a movimentação virtual não fará grande diferença no desejo do atacante durante a quarentena.

“Não, ele é muito tranquilo, ele vai para a fazenda dele em Salto, no Uruguai, e nem fica sabendo.”

ESPN

Anúncios