“Todo mundo queria jogar no São Paulo, não atrasava pagamento, melhores jogadores, clube organizado, com estrutura” comenta Hernanes sobre o passado versus o presente que gerou escassez de títulos; veja

Hernanes está na terceira passagem dele pelo São Paulo. A primeira, multicampeã, começou em 2001 e foi até 2010. Em 2017, quando começou a segunda, o clube já estava há anos sem conquistar um título. Ao menos é o que ele falou no Podcast GE São Paulo, gravado pela equipe do portal Globoesporte.com.

Sobre a falta de títulos do SPFC, Hernanes relembrou sua chegada no clube. “Eu cheguei no São Paulo em 2001. Minha primeira passagem foi até 2010. A organização que o São Paulo tinha estava sempre acima e na frente dos demais clubes. Tanto de CT, quanto de estádio e organização. O SPFC mostrava uma organização muito sólida. Tanto é que, em 2002, comecei a receber ajuda de custo. Só para dar um exemplo: nunca nesse período o São Paulo atrasou um pagamento sequer.

Esse fato demonstra algo maior que está por trás. E estou falando da base, porque passei cinco anos na base. Mas mesmo assim era algo pontual. Então, esse é um fator que representa toda essa organização. Depois, aí consequentemente, os melhores jogadores. Todo mundo queria jogar no São Paulo, porque era um clube organizado, um clube que tem estrutura”, declarou.

Dias atuais

Sobre os dias atuais, Hernanes buscou a racionalidade. “Aí quando vai se perdendo aqui, aí os jogadores que vêm já não são os melhores. E depois que se vem, até poderiam ser os melhores, mas não fica muito tempo, porque foi um período que mudou muito os jogadores. Não tinha constância. É uma equação simples de entender, mas complexa de fazer. Pra você criar essa estrutura sólida não é como um passe de mágica. Requer tempo”, complementou.

Torcedores.com

3 comentários

  1. Com os estádios vazios, seria uma grande oportunidade colocar os jogadores da base no profissional e deixar os veteranos no banco aprimorando a parte física.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!