A Sports Value, empresa especializada em marketing esportivo, realizou um estudo que mostra quanto cada clube faturou em transferências desde 2003 até 2019. Veja nesta galeria os valores nominais e corrigidos pela inflação dos clubes que mais arrecadaram.

Segundo o estudo, o São Paulo é o clube que mais faturou em transferências de jogadores nos últimos 17 anos. Em valores nominais, foram R$ 1,1. Se corrigirmos para a inflação, o valor salta para R$ 1,7 bi.

O segundo clube que mais recebeu foi o Inter, que faturou R$ 962 milhões em valores nominais, Corrigido na inflação, o valor fica em R$ 1,5 bi somente em transferências nos últimos 17 anos.

Terceiro colocado no ranking, o Corinthians faturou desde 2003, R$ 781 milhões em transferências. Corrigido para a inflação, o valor fica em R$ 1,2 bi.

A quarta posição é do Santos, que faturou R$ 764 milhões em valores nominais desde 2003 em transferências. Corrigido para os valores da inflação, o valor sobe para R$ 1,1 bi.

O Cruzeiro está na quinta colocação do ranking, com um lucro nominal de R$ 715 milhões. O valor corrigido pela inflação fica em R$ 1,09 bilhões.

Na sexta colocação está o Flamengo, que lucrou desde 2003, R$ 680 milhões em valores nominais. Corrigido pela inflação, o valor fica em R$ 822 milhões.

O sétimo colocado é o Grêmio, que lucrou R$ 607 milhões em valor nominal desde 2003 com venda de jogadores. O valor corrigido pela inflação fica em R$ 802 milhões.

O oitavo colocado é o Palmeiras, que lucrou R$ 604 milhões em valores nominais com transferências desde 2003. Se corrigido pela inflação, o valor fica em R$ 856 milhões.

Na nona posição está o Athletico, que desde 2003, faturou R$ 525 milhões em valores nominais com transferências. Os valores corrigidos pela inflação giram em torno de R$ 790 milhões.

Lance!