Renato Gaúcho, atual técnico do Grêmio, chegou perto de vestir a camisa do São Paulo quando ainda era jogador. Em fevereiro de 1997, o atacante, na época com 34 anos de idade, foi apresentado pelo Tricolor Paulista, mas nunca chegou a defender o clube do Morumbi.

O Fluminense, time que Renato defendia, tinha uma dívida de R$ 1,1 milhão com o jogador. Com isso, ele decidiu não se reapresentar ao clube carioca para a realização da pré-temporada.

Então, a Federação Paulista de Futebol (FPF), presidida por Eduardo José Farah, fez uma proposta para levar o atacante ao São Paulo com o intuito de promover o Campeonato Paulista. A entidade pagaria os salários do jogador até o término da competição e depois o Tricolor decidiria se permaneceria com ele.

Renato Gaúcho aceitou e foi apresentado ainda sem ter assinado o contrato. Pouco depois, ele afirmou em entrevista que voltaria ao Fluminense se o time das Laranjeiras quitasse a dívida. Desse modo, o clube carioca pagou o que devia e o atacante se reapresentou. Mais tarde naquele ano, ele se transferiu ao Flamengo.

Gazeta Esportiva