Em Live, Muricy Ramalho detona categorias de base brasileiras: “Tem muito professor e pouco técnico”

Muito se fala sobre uma suposta crise técnica do futebol brasileiro nos últimos tempos. Há quem concorde e discorde. Muricy Ramalho, aparentemente, é um dos que defendem a tese. Em Live do canal Goool de Placa no Facebook, o atual comentarista do Grupo Globo falou sobre a situação.

Tudo começou quando o tema da conversa era Neymar. Falando sobre a categoria do atleta e, também, da vida extracampo do jogador, os envolvidos na Live passaram a buscar quem tinha perfil semelhante. Muricy, então, sentenciou. “O futebol ficou muito robotizado. O futebol europeu, há muitos anos, vinham ver nossos treinamentos para saber como desenvolver a nossa técnica. Hoje, é o contrário. Eles levaram a nossa técnica embora. Nós ficamos muito mais físicos. Hoje, nas categorias de base, o garoto menor tem dificuldades. Os caras querem os gigantes”, afirmou.

Exemplos

O profissional não deixou de dar exemplos que já viveu em clubes nos quais treinou. “Uma vez, no infantil do São Paulo, veio um dirigente gaúcho e o clube não perdia para ninguém. Ele trouxe uns cinco ou seis caras, trazidos lá do Sul. Mas não rendeu um jogador bom pro SPFC. A base começou a ficar errada. No Flamengo, em 2016, um técnico estava treinando garotos de onze anos com vários cones e obstáculos. Eu falei pra dar a bola pra eles. Mudou completamente a maneira de formação. Hoje tem muitos professores e poucos técnicos”, ratificou Muricy.

Torcedores.com

7 comentários

  1. Quando a pessoa tem birra da base, não tem vacina que cura.
    A pessoa chega ao ponto de entrar em campo para xingar o jogador da base (Boschilia).
    Provavelmente o próximo Presidente será o Júlio Casares.
    Já deixo claro que sou contra colocar o Muricy como Coordenador de Futebol.
    Porque??
    Não quero que no Departamento de Futebol tenha profissionais que coloque obstáculos para a revelação de jogadores.
    Sejamos realistas: Quem vem salvando o São Paulo são os jogadores da base. Se não fosse os lucros das vendas dos jogadores da base, o São Paulo já estava falido.

  2. Se tem gente que não gosta da base, tem o outro lado da moeda.
    Vamos lá.
    Pra mim as categorias de base do São Paulo é a melhor do Brasil.
    Melhor do que a do Santos e explico.
    Reparem em uma coisa.
    Jogadores das categorias de base do Santos são mau formados. Só sabem atuar em uma posição. Geralmente não dão certo na Europa.
    Olha o caso do Robinho, nunca deu certo na Europa.
    O Diego nunca foi lá aquelas coisas na Europa.
    O Gabigol que retornou ao Brasil.
    Já os jogadores formados pelo São Paulo, são muito melhores formados.
    O Kaká foi eleito o melhor do mundo.
    O Hernanes foi bem na Europa.
    O Casemiro está muito bem.
    Jogadores do São Paulo são assim.
    Rodrigo Caio: É zagueiro, volante, lateral direito, sabe sair pro jogo.
    Hernanes: É volante, meia, sabe marcar, sabe armar.
    Lucas: É meia, atacante, sabe marcar, sabe armar, sabe atacar.
    Casemiro: É primeiro volante, é segundo volante, é meia, sabe marcar, sabe armar, sabe atacar.

    Sem contar, o cidadão que saí das categorias de base do São Paulo.
    Você pega os jogadores das categorias de base do Santos. São um bando de moleques malcriados, marrentos.
    Diego que sobe em cima do símbolo do São Paulo, Neymar um moleque insuportável, Gabigol um moleque enjoadinho também.

    Aí você compara com os meninos do São Paulo, por exemplo, Lucas, são meninos com juízo.

    Portanto, meu total apoio aquilo que hoje nós temos de melhor:
    A fábrica de Cotia.

    • Ótima análise, sem contar que todo ano sobe pelo menos 3 ou 4 pro time de cima. É uma média excelente, aqui no Brasil pelo menos não tem caso similar. O Grêmio está se destacando também, mas é necessário mais tempo pra analisar se é só uma safra boa ou se realmente o nível da base deles subiu. Diferente da nossa formação de base, que a anos está consolidada.

      Óbvio que a maioria não se torna jogador de topo, nível de seleção, mas mesmo assim além de render um bom troco, ajuda demais na formação do elenco.

  3. Eu respeito a sua opinião mas o Muricy seria coordenador do profissional e não da base acho gue da base é o Carlos Belmonte o eu to enganado

  4. Muricy foi muitas vezes campeão. Mas existe equívoco nessa ideia. Ficou vago a colocação dele.
    Certamente é uma briga com os professores vs ex-atletas que querem a vaga, porém muitos não possuem trato para seguir na profissão. Assim com vários professores não possuem jeito para o esporte. É necessário analisar o nível de cada para contratar…

  5. Acho que o Muricy foi um grande treinador, e pode ajudar o Sao Paulo como coordenador.
    Ele foi muito pressionado pelo Leco, na epoca do Juvenal. E mesmo assim, foi lutador ate o final.
    Treinava sob pressao. E se errasse o Leco estava la, cobrando sua cabeca.
    Nao quer dizer que eu concorde com tudo o que ele fez. Acho que o estilo Tele, bem como o do Cilinho, traduziram mais o DNA sao-paulino. Quanto a base, acho que ele poderia ter aproveitado mais. Muita gente demorava pra subir porque tinham dois jogadores competitivos pra cada posicao.
    A critica que ele fez foi mais para o Brasil como um todo, nao dirigida ao Sao Paulo. Nos ultimos anos; o Brasil revela bons pontas, jogadores velozes. Mas faz algum tempo que nao se produz grandes meias. Acho que Kaka e R Gaucho foram os ultimos fora de serie ali.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!