“Os técnicos serão mais desafiados com as cinco substituições” diz jornalista; veja

O aumento no número de substituições no futebol aprovado pela Fifa até 2021 poderá ajudar na redução do desgaste dos jogadores, mas também causará novos desafios aos treinadores no uso de seus elencos, em especial no caso daqueles que contam com uma lista qualificada de jogadores.

“Os técnicos serão mais desafiados, porque eles terão possibilidades maiores de mudança, especialmente os que têm maior elenco, o Luxemburgo, o Jesus, esses caras, quando a gente vai olhar um jogo do Palmeiras ou do Flamengo, vem cá, o time não está jogando bem, você tem aí esses caras todo no banco, não faz nada? Você pode mudar meio time de linha, cinco trocas, é meio time. O goleiro fica e pode trocar cinco jogadores”, diz Mauro Cezar.

“É profundo, são mudanças que podem ser muito intensas dentro de um jogo de futebol, você pode mudar dois caras no intervalo e mais três depois. Imagina, se eu vou para o intervalo com dois diferentes e daqui a pouco você muda mais dois, mais um, mudou meio time. É outro jogo e os caras descansados. Os times vão ter que se preparar mais para isso. É desafiador para o técnico também, o técnico tem que ser bom para saber usar esses jogadores e também pensar no geral. Eu vou jogar terça, vou jogar quinta e vou jogar domingo essa semana, isso vai acontecer”, diz o jornalista.

Mauro também afirma que os técnicos poderão antecipar as mudanças, com trocas, mesmo no primeiro tempo em caso de vantagem significativa diante de um adversário mais fraco. “Pode inverter, eu começo com minha força máxima, ou algo próximo disso, e eu tiro cinco titulares no segundo tempo se estiver correndo tudo bem e poupo esses caras, são os que estão mais desgastados. Os outros cinco eu mantenho e vamos que vamos. Você pode jogar dessa maneira, vai com tudo e 3 a 0, contra um time mais fraco, de repente, no primeiro tempo o cara já está trocando, com 35 do primeiro tempo, está 3 a 0, já estou trucidando, vou trocar três aqui, dois aqui e outro ali e vou botar os outros para jogar”, conclui.

UOL

6 comentários

  1. Vai ser ótimo para o São Paulo!

    Temos uma excelente infraestrutura de juniores. Poderemos lançar mais jovens, dar mais ritmo de jogo.

    Certamente tem tudo para dar certo !

  2. Quando o jogo já está definido o treinador poderá testar jogadores leões de treinos e ver se ele é tudo isso num jogo.

  3. Acho uma ótima mudança, e acredito que virá para ficar, mas eu gostaria muito de ver o cronometro parado quando a bola não estiver em jogo, 2 tempos de 30 minutos e acaba a cera de vez. Mais 4 substituições come até uns 4 minutos do jogo, talvez até mais, quando o cara quer fazer cera enrola até uns 2 minutos caído no chão antes de sair.

  4. Em termos de futebol, acho que a gente nao esta acostumado, e vai descobrindo as variaveis durante a experiencia.
    Se o calendario esta mais apertado, pode ser a solucao para se jogar duas vezes por semana.
    E para o S Paulo, que nao anda com bom preparo fisico no segundo tempo, pode ser bom.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!