TRIPLO! Dívida com intermediação de atletas no São Paulo triplica em 1 ano após negociações de Pássaro, Raí e Leco; veja matéria do Globo Esporte

Em matéria bem didática, o Globo Esporte. com deixou explícita a forma nociva como Raí, Pássaro e Leco negociam contratações e uma das razões do porquê 2019 foi tão trágico e catastrófico do ponto de vista de gestão. Veja:

“A dívida do São Paulo com intermediação na aquisição de direitos econômicos de atletas triplicou em um ano. De acordo com o balanço financeiro divulgado pelo clube, o débito, até 31 de dezembro de 2019, era de R$ 33,1 milhões para empresas de agenciamento de jogadores. No fim de 2018, eram R$ 10,6 milhões.

As compras de Tiago Volpi, Hernanes, Daniel Alves, Tchê Tchê e Alexandre Pato tiveram impacto na conta. Cinco empresas do ramo esportivo foram responsáveis pelas transações e agora esperam receber os valores do São Paulo. São elas:

  • Flash Forward (representada por Fransérgio Ferreira) – Daniel Alves
  • Brazil Soccer Sports (representada por Eduardo Uram) – Tiago Volpi
  • Kirin Sports (representada por Joseph Lee) – Hernanes
  • Link Assessoria Esportiva (representada por André Cury) – Alexandre Pato
  • Unick Football (representada por Nick Arcuri) – Tchê Tchê

A soma das cinco dívidas é de R$ 24,9 milhões, o que representa 75% do valor total. A intermediação de atletas de futebol é uma prática autorizada pela CBF e pela Fifa, desde que o agente esteja cadastrado e regularizado.

Veja abaixo a lista completa das pendências financeiras por intermediação de atletas que o São Paulo mantinha até 31 de dezembro do ano passado:

Dívida por intermediação de atletas

EmpresaEmpresário responsávelValor da dívida
Flash ForwardFransérgio FerreiraR$ 6,5 milhões
Brazil Soccer SportsEduardo UramR$ 5,6 milhões
Kirin SportsJoseph LeeR$ 5,5 milhões
Link Assessoria EsportivaAndre CuryR$ 4,04 milhões
Unick FootballNick ArcuriR$ 3,3 milhões
B&C Consultoria e AssessoriaCarlos LeiteR$ 1,067 milhão
Talents SportsPaulo PitombeiraR$ 905 mil
GR2 Gestão e MarketingGustavo Sabino e Rafael FelixR$ 858 mil
Teo SportsConstantin TeodoroR$ 800 mil
Autoria SportsMarineu BarrosR$ 534 mil
Carolina de Biasi Leonel AgenciamentoCarolina de BiasiR$ 408 mil
AP Gestão de Marketing esportivoAlex PinhoR$ 348 mil
Escansette SportsBernardo EscansetteR$ 338 mil
Prime SoccerBernardo FernandesR$ 296 mil
Fábio Melo SportsFábio MeloR$ 236 mil
GO Assesoria empresarialGerson OldenburgR$ 218 mil

Uma das metas do São Paulo neste último ano da gestão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é a diminuição da dívida. O clube apresentou um déficit de R$ 156 milhões ao fim de 2019.

O clube investiu R$ 149 milhões na contratação de jogadores. Os nomes citados no documento são: Tiago Volpi, Tchê Tchê, Pablo, Hernanes, Daniel Alves, Igor Vinicius, Everton Felipe, Léo e Vitor Bueno.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/sao-paulo-triplica-divida-com-intermediacao-na-compra-de-atletas-em-um-ano-veja-lista.ghtml

8 comentários

  1. Não quero defender ninguém, muito pelo contrário, mas o futebol mundial é igual. Não sem razão a FIFA tenta e não consegue regularizar a atuação dos intermediários. A reportagem bem didática mostrou que as ‘comissões’ aumentaram porque o valor das contratações apontadas foram bem maiores que as dos anos anteriores. Quando você tem uma diretoria muita fraca como o São Paulo Futebol Clube tem hoje, a imprensa deita e rola. É muito fácil chutar um cachorro morto.

  2. O legal seria saber como funciona nos outros clubes, se só pode contratar dessa forma, precisa saber a porcentagem que é praticada e ver se esta correto, da lista que esta na reportagem todos sao bons jogadores, o é pagar milhoes em jogadores que nunca jogaram em lugar nenhum, calazans, biro biro, trelles, ou uma grana muito alta em jogadores que apesar de nao serem ruins nunca justificaram o investimento como no caso Diego Souza.O São paulo tem que definir uma linha de trabalho para nao sair gastando o que não tem, caso o contrario vamos virar um cruzeiro

  3. Tô assistindo o CaiobaShow com Kaká e Roberto Carlos.

    Ele disse que recebeu proposta de várias equipes do Brasil quando decidiu se aposentar, não citou nomes mas diz que se fosse o caso tentaria o retorno para São Paulo e pelo modo que ele falou, deixou claro que não houve proposta do São Paulo.

    Absurdo Kaká joga de olho fechado mesmo depois de aposentado! Muito melhor que qualquer meia do Brasil.

  4. Futebol são muitas cifras envolvidas. Nesse mundo consumista, não são só os jogadores os beneficiados, sempre os oportunistas também levam vantagens.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!