“Acho que faltou sim algumas oportunidades mas era um furacão, vinha um treinador a cada 2 ou 3 meses” diz Auro

Revelado pelas categorias de base do São Paulo, o lateral-direito Auro hoje atua pelo Toronto, no Canadá. O jogador teve a oportunidade de defender dos profissionais do Tricolor por três temporadas e não esconde que o clube do Morumbi tem um significado especial em sua vida.

Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, Auro demonstra gratidão e carinho pelo time onde trilhou seus primeiros passos como jogador de futebol. Além de ser simbólico dentro das quatro linhas para o lateral, o Tricolor ajudou o atleta a realizar um grande sonho fora dos gramados.

“Sou muito grato ao São Paulo até hoje. Muito grato aos profissionais com quem eu trabalhei, tanto na base quanto no profissional. Foi onde recebi oportunidades com meu trabalho, esforço e dedicação, com toda a estrutura que o clube tem. Com a ajuda do São Paulo, consegui comprar uma casa para a minha mãe, que foi o maior sonho que pude realizar. Fiquei oito anos no São Paulo, é praticamente uma vida”, afirmou o jogador.

Ao relembrar sua passagem pela equipe principal do São Paulo, Auro lamenta a excessiva troca de treinadores feita pelo clube após a demissão de Muricy Ramalho, no início de 2015. O lateral acredita que foi prejudicado pela instabilidade do comando técnico do Tricolor, passando a receber menos chances dentro de campo e perdendo motivação no dia a dia.

“Acho que faltaram algumas oportunidades no São Paulo, sim. Mas, naquela época no São Paulo, vinha um treinador e ficava dois, três meses e depois saía. Aí vinha outro treinador e era a mesma coisa. Depois que o Muricy saiu, foi praticamente um furacão, muitos treinadores vieram e saíram”, pontuou Auro.

“Naquele momento, os técnicos estavam apostando em jogadores mais experientes, porque tinha que ganhar de qualquer jeito. Também acho que faltou um pouco mais de maturidade para mim naquela época, tinham momentos que estava sem vontade de jogar, sem ânimo de trabalhar, porque trocavam os treinadores e eu ficava no banco de reservas”, finalizou.

Pelo São Paulo, Auro disputou 36 partidas oficiais entre os anos de 2014 e 2016. Em seguida, foi emprestado ao América-MG e, depois, ao Toronto, que adquiriu o jogador em definitivo no final de 2018, após o lateral mostrar bom desempenho dentro de campo. Auro tem contrato junto à equipe canadense até dezembro de 2021.

Gazeta Esportiva

Um comentário

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!