O clube argentino Defensores de Cambaceres revelou por meio de suas redes sociais, nesta sexta-feira, que o São Paulo sanou a dívida que tinha com a equipe referente à venda de Lucas Pratto ao River Plate.

Em 2018, o atacante argentino se transferiu do Tricolor para o River, pelo valor de 11,5 milhões de euros (R$ 44,5 milhões, na época), dos quais 8,5 milhões de euros seriam destinados ao time brasileiro. O Cambaceres, por sua vez, tem direito à uma fração da negociação, já que é o clube formador do atleta. Segundo o jornal Clarín, da Argentina, esse valor girava em torno de 40 mil euros.Cambaceres oficial@clubcambaceres

La Comisión Directiva del Club Defensores de Cambaceres, informa que se ha hecho efectivo el depósito de la cuota que adeudaba @SaoPauloFC, por los derechos de formación del jugador @PrattoLucas_, surgido de nuestras divisiones menores.
.
.#VamosRojo

Ver imagem no Twitter

22Informações e privacidade no Twitter AdsVeja outros Tweets de Cambaceres oficial

A demora do São Paulo em sanar a dívida se dá pelo atraso do River Plate em pagar o restante das parcelas de Pratto. No dia 30 de dezembro de 2019, a equipe argentina depositou R$ 18 milhões que estavam pendentes. No último dia 22, o diário Olé lembrou que o River ainda deve uma parcela no valor de 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 11 milhões).

Em setembro do ano passado, o São Paulo entrou com uma representação referente ao atraso da parcela de julho, que à época era equivalente a R$ 9 milhões. Dois meses depois, o River foi novamente denunciado à Fifa por não quitar outra parcela.

Defendendo o Tricolor, Pratto foi às redes 14 vezes em 48 oportunidades, média de 0,29 gols por partida. O centroavante integrou o elenco em 2017, temporada que a equipe teve um desempenho abaixo do esperado e chegou a lutar contra a zona de rebaixamento.

Já no River Plate, o atacante foi decisivo na campanha vitoriosa da Liberta em 2018, marcando, inclusive, gol na decisão contra o Boca Juniors. Atualmente, ele perdeu protagonismo e passou a ser um reserva de luxo do técnico Marcelo Gallardo.

Gazeta Esportiva