O São Paulo deve ver o valor a ser recebido pela transferência de Antony para o Ajax alterar na moeda brasileira. Quando fechou a transação, em fevereiro, o clube acertou o negócio por 16 milhões de euros, com mais 6 milhões de euros por metas a serem atingidas pelo jogador.

Na época, tal quantia equivalia a R$ 102,08 milhões (pois o euro tinha cotação de R$ 4,64). Hoje, com o euro a R$ 5,87, o Tricolor paulista teria direito a até R$ 129,14 milhões.

Como a janela para a Holanda estava fechada na ocasião da venda, o jogador só será apresentado oficialmente ao clube europeu em julho – a data ainda pode mudar em função da pandemia do novo coronavírus. Para continuar a atuar pelo São Paulo, foi feito um seguro.

Está previsto o pagamento de boa parte do valor referente à transferência em julho. Até o fim desta temporada, serão pagas mais parcelas pelo Ajax. O São Paulo ainda tem 20% de mais-valia – porcentagem do que exceder 16 milhões de euros de uma possível venda futura de Antony feita pelo clube holandês.

Na negociação do atacante, também ficou acertada a venda de mais 20% dos direitos de David Neres por 7 milhões de euros. O Tricolor recebeu cerca de R$ 38,5 milhões, pela cotação de março, e conseguiu ganhar um pouco mais de fôlego em suas finanças, mas ainda assim não deve contratar jogadores no mercado da bola. 

O clube passa por um momento turbulento em suas contas – neste ano chegou a atrasar salários em carteira e direitos de imagem.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS