“Candidato à sucessão do Leco vai procurar Muricy e Rogério Ceni” diz jornalista; veja

O São Paulo passará por eleições este ano para a definição do novo presidente após a gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que está no cargo desde 2015. O atual mandatário são-paulino se apoiou na figura de ídolos do clube como Raí e Diego Lugano em sua diretoria e é o que algum candidato à sucessão poderá fazer, mas com outros nomes.

O jornalista Arnaldo Ribeiro acredita que algum candidato de oposição a Leco poderá usar como cabos eleitorais o ex-técnico Muricy Ramalho, atualmente comentarista do SporTV, e o ex-goleiro Rogério Ceni, hoje técnico do Fortaleza, mas que foi demitido do cargo de treinador do São Paulo durante a gestão do atual presidente.

“Eu não sei nem se eles querem. Para mim, a convicção é que qualquer candidato à sucessão do Leco aí que vai surgir no segundo semestre, pós-pandemia, não vai prioritariamente ter como cabos eleitorais o Raí e o Lugano, da situação. Eles terão dois ex-ídolos do São Paulo que romperam com o Leco, que podem ocupar outras funções: Muricy Ramalho e Rogério Ceni, para mim está óbvio isso”, afirma Arnaldo.

“Qualquer candidato à sucessão do Leco vai procurar costurar com o Muricy e o Rogério, dois ídolos que ainda não foram chamuscados junto ao torcedor são-paulino, como cabos eleitorais. É básico isso. O Muricy talvez com uma função ali de coordenação e Rogério talvez como novo técnico. Isso está, digamos, desenhado”, completa o jornalista. A única mudança possível neste caminho citado por Arnaldo Ribeiro seria uma mudança dentro de campo, com a conquista de títulos, o que o clube não consegue desde 2012, quando venceu a Copa Sul-Americana.

“A não ser que o São Paulo, nesses últimos meses que restam para esse ano e o futebol, volte de alguma forma, consiga alguma coisa inesperada. Eu acho que nem vai ter campeonato para isso”, finaliza o jornalista.

UOL

5 comentários

  1. Nossa.. quanta besteira. Então, se o Diniz for campeão ou continuar fazendo um bom trabalho, será demitido no fim do ano pro Rogério ser contratado? E o Muricy? Será o novo Milton Cruz do Morumbi?

  2. Se a eleicao fosse hoje, nao seria justo o Diniz ser demitido.
    Ele tinha mais era que ser mais fortalecido. O Aguirre, o Jardine e o Cuca tiveram coordenadores tecnicos. O Diniz esta sozinho la, nao existe um coodenafor que troque informacoes, e tambem ainda nao teve ainda nenhum reforco sob o seu comando.
    Uma vez que toparam a sua filosofia de jogo, tem que ter mais suporte tambem.
    Mas acho que, como coordenador, a presenca do Muricy, ou de outro profissional que entenda de tatica, saiba contratar, e que motive os jogadores, seria benefica.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!