5 jogadores que saíram brigados do São Paulo

OSCAR

Oscar foi uma das grandes promessas formadas em Cotia, mas deixou o São Paulo em 2010 depois de entrar com uma ação na Justiça contra o clube

KAKÁ

Kaká é um dos ídolos do São Paulo, mas a sua saída na primeira passagem foi conturbada. Foi xingado de pipoqueiro pela torcida, e as críticas aceleraram a venda do meia-atacante ao Milan em 2003.

LUCÃO

Lucão foi outro atleta formado nas categorias de base que não saiu de bem com a torcida são-paulina. Depois de atuações irregulares, acabou encostado e emprestado até o seu contrato acabar, em junho do ano passado.

MICHEL BASTOS

Michel Bastos passou três temporadas no São Paulo entre bons e maus momentos. Sua saída, entretanto, ficou marcada negativamente, com direito a protestos da torcida direcionados ao jogador

RODRIGO CAIO

Rodrigo Caio foi outra grande promessa, mas que não saiu de bem com a torcida. Foi chamado de “zagueiro de condomínio” por um assessor da presidência do clube em 2016. A partir de então as críticas só aumentaram, até o zagueiro ser vendido para o Flamengo

Gazeta Esportiva

2 comentários

  1. Destes eu só concordo com o Oscar, esse é um pilantra, rompeu um contrato na cara de pau, tanto que depois perdeu a causa e o Inter teve que pagar a multa (que era ridiculamente baixa), mas os outros não, saíram por baixo, em momentos ruins, mas não diria que foram brigados. Kaka foi até bem digno, ele fez questão de sair antes do término do contrato e disse que só sairia se o Milan o comprasse, não foi uma fortuna, mas rendeu à época 8,5 milhões de dólares (ou euros?), poderia ter esperado mais 6 meses e saído de graça, como o Milan queria.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!