OSCAR

Oscar foi uma das grandes promessas formadas em Cotia, mas deixou o São Paulo em 2010 depois de entrar com uma ação na Justiça contra o clube

KAKÁ

Kaká é um dos ídolos do São Paulo, mas a sua saída na primeira passagem foi conturbada. Foi xingado de pipoqueiro pela torcida, e as críticas aceleraram a venda do meia-atacante ao Milan em 2003.

LUCÃO

Lucão foi outro atleta formado nas categorias de base que não saiu de bem com a torcida são-paulina. Depois de atuações irregulares, acabou encostado e emprestado até o seu contrato acabar, em junho do ano passado.

MICHEL BASTOS

Michel Bastos passou três temporadas no São Paulo entre bons e maus momentos. Sua saída, entretanto, ficou marcada negativamente, com direito a protestos da torcida direcionados ao jogador

RODRIGO CAIO

Rodrigo Caio foi outra grande promessa, mas que não saiu de bem com a torcida. Foi chamado de “zagueiro de condomínio” por um assessor da presidência do clube em 2016. A partir de então as críticas só aumentaram, até o zagueiro ser vendido para o Flamengo

Gazeta Esportiva