O atacante voltou a deixar evidente que não guarda boas recordações da época em que defendeu o Alvinegro

Em resposta a declarações feitas pelo presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, Alexandre Pato demonstrou realmente não ter boas memórias da época em que vestiu a camisa do Alvinegro Paulista, entre 2012 e 2013, ainda que tenha garantido não guardar mágoas da instituição em si.

Sanchez pediu, em entrevista para o programa “Aqui com Benja”, da Fox Sports, para Alexandre Pato não guardar memórias ruins de sua estadia no Corinthians.

“É uma pessoa especial, grande amigo e grande jogador do futebol brasileiro. Peço para não ficar com mágoa do Corinthians, que é um time grande, um time querido. Se ele não deu certo, ele teve os problemas dele, teve os problemas do Corinthians, mas ele é uma pessoa sempre muito bem-vinda”, disse o mandatário.

O atacante foi contratado junto ao Milan, por R$ 40 milhões, mas não esteve à altura das expectativas. Depois de perder um pênalti de cavadinha, que culminou em eliminação para o Grêmio na Copa do Brasil, o clima ficou insustentável e Pato acabou indo para o São Paulo – em troca que envolveu a ida do meia Jadson para o Corinthians.

Pato esteve emprestado ao São Paulo entre 2014 e 2015, onde conseguiu emplacar uma boa sequência de jogos e gols marcados. Após subsequentes passagens pela Europa e China, o jogador retornou em definitivo para o Tricolor em 2019 e não esconde se sentir em casa.

Tamanha é sua identificação, hoje, com o clube do Morumbi, que Pato ironizou a frase de Andrés: comemorou sua passagem pelo Corinthians apenas como uma “ponte” para acabar como atleta do São Paulo.

“Que figura. Andrés. Conheci ele no Corinthians. Às vezes ele fala muita coisa que não é verdade, fala muito por ser esse cara que gosta de ter atenção nele. Não tenho nenhum problema com o Corinthians. Foi através deles que tive o prazer de jogar no São Paulo, foi aí que encontrei meus colegas, foi aí que encontrei um clube muito legal, muito bacana, jogadores que me ajudaram bastante. Mas não tenho nada. Desejo a ele sucesso, que ele faça a caminhada dele, e eu faço a minha que eu estou fazendo muito feliz no São Paulo”, respondeu.

Goal.com