Depois de conquistar o Campeonato Brasileiro pelo Palmeiras, Cuca assumiu o comando técnico do Santos antes de ser contrato pelo São Paulo, em 2019. Assim como foi na sua primeira passagem no Tricolor, o treinador teve bons momentos, mas não conquistou títulos.

Nesta quarta-feira, em entrevista à ESPN Brasil, Cuca comentou a respeito do trabalho desempenhado no Tricolor Paulista.

“Tive um problema de saúde de final de 2018, fiz tratamento e antecipei minha volta para começar a treinar o São Paulo no dia 1 de abril. Nesse meio tempo, o Mancini trabalhou. O planejamento aproveitar os jovens da base e enxugar a folha salarial”, comentou.

“Perdemos o Paulista por um detalhe, iniciamos o Brasileirão bem, chegamos brigar pela liderança, mas caímos de produção. Cheguei a acertar o time contra o Santos e depois tínhamos estreias pra fazer, o Juanfran e o Daniel Alves. Falei que íamos ter que dar um passo atrás para evoluir, pois eu tinha um plano de equipe veloz e passaria a ser time técnico”, completou.

Por fim, Cuca deixou claro que não teve qualquer conflito com a diretoria do Tricolor durante sua saída.

“Depois de um tempo, eu não estava vendo evolução em um time que precisava e tinha peças para isso. Aí falei com o Pássaro e o Raí. Saí sem rancor ou mágoa. O time ficou mais ou menos naquela posição que estávamos, mas agora tem tudo pra fazer um grande ano”, finalizou.

Gazeta Esportiva