O jornalista analisa a segunda passagem do atacante Alexandre Pato pelo São Paulo depois de ele ter declarado em entrevista recente que se sentiu boicotado quando atuou no Corinthians.

Arnaldo Ribeiro compara as passagens dele pelo São Paulo com outros momentos da carreira do jogador no Milan, considerando que Pato se sai melhor quando não é o principal responsável por decidir jogos.

“O Pato, eu acho que nas passagens pelo São Paulo ele não fez muito mas também não fez pouco. Ele foi ok, como está sendo nessa nova tentativa. Acho que tem uma coisa muito interessante, que acontece agora com o Pato nesse São Paulo, nesse momento, que aconteceu com outros momentos em que ele teve relativo sucesso: quando ele é rodeado por jogadores muito bons e ele não precisa ser o protagonista, ele vai ok”, afirma Arnaldo.

“Então foi assim no Milan, que ele jogou lá com o Kaká, com o Ronaldo, com o Ronaldinho Gaúcho, com o Ibra. No São Paulo ele teve Kaká, Ganso, Luís Fabiano, e agora ele tem, por exemplo, o Daniel Alves. O jogo do Pato, que é todo rebuscado, toque de efeito e tal, se você não tem um monte de caras que entendem esse jogo, não vai. Se você tiver um time fraco e colocar nos pés do Pato a esperança de ele te dar vitórias, 1 a 0, gols salvadores, esquece, cara. Agora, se você tiver um time tecnicamente bom, com jogadores protagonistas e bons, ele até se encaixa, como é o caso agora no São Paulo”, completa o jornalista.

UOL