A Conmebol segue analisando os impactos da pandemia do coronavírus no continente e segundo apuração da reportagem do portal ‘Goal’, vive a expectativa do retorno da Copa Libertadores da América e da Sul-Americana em agosto. Tudo vai depender, é claro, da contenção da doença e da situação sanitária de cada país.

A entidade suspendeu as competições no meio de março, entre elas, as Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar, que começariam no final do mês passado. Inicialmente, os primeiros jogos serão em setembro, mas com a possibilidade de mudança para 2021, deixando as datas livres para a Libertadores e a Sul-Americana. Vale lembrar que a Copa América, que aconteceria entre junho e julho, foi adida para 2021.

No início de abril, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, garantiu o retorno da Libertadores apesar de não estipular uma data. Ele também frisou a grande possibilidade da ausência de público nos jogos.

“A Libertadores pode começar quando os campeonatos nacionais recomeçarem, embora a dinâmica do transporte também seja algo importante, uma vez que maioria dos países fecharam suas fronteiras. Eu acho que as coisas vão voltar ao normal, mas é preciso de tempo. E é claro que eu gostaria de ver estádios lotados, mas se a solução para termos futebol de volta é jogar sem público, então é desse jeito que iremos jogar”, disse Dominguez à Reuters. 

Goal.com