Daniel Alves deixou qualquer desconfiança de lado e virou o destaque do São Paulo neste início de temporada. Os números comprovam a eficiência do camisa 10 nas partidas que disputou pelo Tricolor paulista. Neste ano, ele entrou em campo em 11 confrontos, marcou cinco gols, deu 34 assistências para finalização e conseguiu desarmar o adversário em 32 oportunidades. Alguns pontos podem ajudar a explicar o bom desempenho do astro.

Fernando Diniz recuou um pouco mais Daniel Alves no meio de campo neste ano. Desta maneira, Igor Gomes passou a ter mais liberdade para criar e o camisa 10 ficou ainda mais participativo – dificilmente uma jogada não passa por seus pés.

Fisicamente, ele teve tempo para se preparar, ao participar de toda a pré-temporada com o São Paulo. No dia a dia, ele também se mostra como um dos jogadores mais dedicados. Não é raro ele ser o primeiro a chegar e o último a sair do campo. Também contou pontos o fato de ele estar mais bem adaptado ao clube. O camisa 10 já conhece bem os colegas de trabalho e como funcionam a rotina e a pressão por resultados positivos.

UOL