👎 As 5️⃣ piores contratações da história do São Paulo, por Vitor Geron

Não foram poucas as vezes em que o São Paulo errou a mão na hora de contratar reforços. Em alguns casos, gastou-se muito dinheiro com jogadores que renderam muito abaixo do esperado. Em outros, foi a qualidade do atleta que não permitiu uma vida longa no clube mesmo.

Por isso, o Onefootball resolveu listar abaixo cinco das piores contratações da história recente do São Paulo.

Gonzalo Carneiro

O São Paulo contratou o atacante uruguaio Gonzalo Carneiro por 800 mil dólares em 2018, mas o jogador tinha uma lesão crônica no púbis.

Após muitos meses em recuperação, ele começou a jogar aos poucos. Com poucos jogos e apenas um gol, ele foi suspenso após ser pego no exame antidoping com uma substância derivada da cocaína. Punido por dois anos, ele teve o contrato suspenso.

Agora, pode retornar e mudar este cenário.


Maicosuel

O São Paulo contratou Maicosuel por R$ 3,5 milhões em 2017 para repor a perda de Luiz Araújo. Com 31 anos, o atacante chegou com um desequilíbrio muscular, se recuperou, mas nunca conseguiu se firmar. Com desempenho fraco e problemas extra-campo, foi emprestado para Grêmio e Paraná, onde pouco atuou. Em diversos momentos o São Paulo tentou rescindir com o jogador. O contrato termina em maio deste ano.


Ricardinho

Em 2002, o São Paulo contratou Ricardinho junto ao Corinthians no que foi a transferência mais cara do futebol brasileiro na época (cerca de R$ 6 milhões). Mas além do alto investimento e de não repetir o sucesso dos tempos do rival, Ricardinho deixou Tricolor sem conquistar títulos.

Pior que isso, a empresa responsável por financiar a contratação entrou com ação contra o São Paulo em processo que corre até hoje. O Tricolor terá de pagar uma dívida de R$ 30 milhões de forma parcelada para encerrar o processo.


Clemente Rodríguez

Precisando de um lateral-esquerdo, o São Paulo contratou o veterano argentino Clemente Rodríguez em 2013, após ele deixar o Boca Juniors. Expulso na estreia, o jogador atuou três vezes pelo Tricolor.

O argentino passou 2014 inteiro sem jogar, apenas treinando. Com dificuldade para achar um clube para o jogador, o São Paulo manteve Clemente até o início de 2015, quando ele foi negociado com o Colón, para voltar à Argentina.


Saavedra

Nelson Saavedra é certamente a contratação mais misteriosa da história do São Paulo. O jovem chileno chegou ao Morumbi por empréstimo, em 2009. Sem jogar, ele renovou com o Tricolor, chegou a ser emprestado ao Atlético-GO, onde também não jogou.

Após quase um ano e meio vinculado ao São Paulo, ele jamais esteve à disposição no banco de reservas de uma partida oficial. Sem jogar no país, ele voltou ao Chile em 2011.

8 comentários

  1. 1 primeiro lugar
    Pablo
    Por ser a contração mais cara da história do clube , o jogo acumula más atuações e lesões no clube.

    2- Everton
    Alto valor pg, muitas lesões, 3 meses de bom futebol em maais de 2 anos e só.

    3- Sierra
    Caso muito parecido com o Pablo .
    Comprado por um valor alto na época e tido como craque , teve rendimento pífio e o futebol ficou no Chile.

    4- Gonzalo carneiro
    Veio como maior revelação do Uruguai, muita espera e expectativas para sua estréia, oq se viu foi um futebol bizarro e pouca produtividade e instabilidade emocional.

    5 РSiḍo
    Goleiro contratado pós era Rogério Ceni, vindo por uma boa temporada com o Botafogo ,mais a impressão que ficou é que foi pior goleiro da história do clube, falhas técnicas e gols vazados de forma vexatória.

  2. Nesta lista nao pode faltar o Wesley (ex sep). Wellington Nem (ex flu), Buffarini, Centurion podem nao ter rendido o que se esperava, foram apostas que aqui nao deram certo, mas jogaram bola antes de vir. Agora esse maicossuel e o wesley ninguem de bom senso contrataria. Era so ver o historico…

  3. Rodrigo Fabri, Fabricio, Maurinho, Carlinhos, Pratto, Rivaldo, Lucio…

    Pelo preço, antecedentes, expectativa frustrada, há várias razões para escolher.

  4. Dessa lista, acho que o pior mesmo foi Sierra. Chegou como craque pra resolver o meio campo. Deu um passe no primeiro jogo e nada mais. Acho que pelo valor e pelo que se esperava dele, Pratto tambem foi uma contratacao que nao vingou. Nao chegou a ser desastrosa como a de Maicosuel porque participou de muitos jogos, era esforcado e o preco de venda foi maior que o de compra. Prejuizo mesmo tivemos, pelo menos ate agora, com Pablo. Entre os recentes, Juciley tambem foi caro e nao rendeu. Tambem pode-se citar Arouca e Carlinhos. Nossa historia recente e cheia de contratacoes q nao vingaram. Pelo que ganha, tambem nao sei se o Pato nao entra nessa lista. Ganso tambem nada ganhou com nossa camisa e sonente teve lampejos da genialidade com que apareceu no Santos.

  5. Alguem lembra de um uruguaio que chegou junto com o Agiuirre, acho que em 89 ou 90?
    Juan Carrasco!
    Esse ja era veterano; chegou pra resolver a meia, mas fez ainda pior do que o Sierra.
    Quando o Tele chegou, um pouco mais tarde, acho que deixou ele entrar em campo so uma ou duas vezes, bem no fim do jogo… rsrs

  6. Dil ex Olympique de Marselha,canete futuro novo Riquelme,piris marcador do Neymar na América,paulao desmaio, carlinhos paraiba,xandao zaqueiro horrivel,eder scola lateral direito dava do ver jogando alguém mais

  7. Completamente sem nexo essa lista.

    Gonzalo Carneiro foi uma aposta e custou um valor irrisório pro futebol atual, como o Jonatan Gómez por exemplo. Todo ano, em todo clube sai negócio assim.

    Ricardinho foi caro, mas ajudou o clube a voltar pra Libertadores depois de 10 anos (fez inclusive o gol que garantiu a classificação em 2003).

    Encaixa no mesmo que Luís Fabiano, Jadson, Centurión e Ganso, que vieram para resolver, e até tiveram participações importantes, mas realmente não renderam o esperado.

    Saavedra foi só mais um caso de empresários e diretoria sumindo com grana, não pode ser considerado negócio, é corrupção mesmo.

    Agora considerar todos como “piores contratações” é só pra gerar matéria em tempo sem futebol. Só considero o Maicossuel, pelo custo da contratação + salários como um dos piores da história.

  8. Discordo de alguns nomes descrito no artigo, acho que teve muitas outras bem piores, Biro Biro, Calazans, são apenas alguns exemplos que são infinitamente piores que Ricardinho por exemplo, O Ricardinho não conquistou título, mas tecnicamente foi muito melhor.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!