Números parecidos, futebol diferente: Atuais números do São Paulo parecem com os de anos anteriores

Antes da paralisação por conta da pandemia do coronavírus, o ​São Paulo de Fernando Diniz rendeu resultados considerados satisfatórios para o torcedor. Foram 12 jogos do clube paulista, sendo seis vitórias, três derrotas e três empates. Os números de 2020 são parecidos com os de anos anteriores, mas as atuações do Tricolor nesta temporada convencem bem mais.

aproveitamento do Tricolor Paulista neste ano foi de 58,33% dos pontos disputados. Alguns dos resultados foram prejudicados por conta de erros da arbitragem e de pontaria, embora o time criasse grandes chances de gol.

Em 2019, os números de vitórias, derrotas, empates e aproveitamento eram similares, porém o estilo de jogo não era o mesmo. André Jardine fora demitido e o comando passou para Vagner Mancini. Naquela época, o ​São Paulo não rendia, uma vez que tinha dificuldade para a classificação no Paulistão e já havia sido eliminado na ​Libertadores.

Em 2018, sob o comando de Dorival Júnior, o time paulista teve poucas alterações nos números: seis vitórias, dois empates, quatro derrotas e 55,56% de aproveitamento. As impressões e atuações do elenco não eram as melhores. A demissão de Dovial foi reflexo de todas as ações feitas

Já em 2017, o time fora comandado por Rogério Ceni, eterno ídolo do clube. Ceni conseguiu seis vitórias, três empates e três derrotas. O trabalho do ex-goleiro também não casou com o São Paulo e o técnico foi demitido no meio da temporada.

O ano de 2020 está sendo satisfatoriamente bem para o torcedor. A maneira como Fernando Diniz ‘combina’ com o ​São Paulo é nítido. Essa boa fase ainda não tem data definida para ser retomada devido à expansão do coronavírus pelo mundo inteiro. O que pode-se dizer é o elenco aproveita a quarentena para fazer exercícios físicos em casa.

Números do São Paulo nos 12 primeiros jogos oficiais das últimas temporadas: 

2020 – 6 vitórias/3 empates/3 derrotas – 58,33% de aproveitamento;

2019 – 6 vitórias/3 empates/3 derrotas – 58,33% de aproveitamento;

2018 – 6 vitórias/2 empates/4 derrotas – 55,56% de aproveitamento;

2017 – 6 vitórias/3 empates/3 derrotas – 58,33% de aproveitamento.

Ana Carolina Castro

2 comentários

  1. o novo patrocinador do SPFC poderia trazer o Cavani ou o Mertens . Isso é apenas um sonho .
    Queria saber se o blog tem alguma informação sobre o patrocínio master , pois a informação é que o Banco Inter quer renovar , só que teria 2 empresas na parada .
    Boato – dizem que uma empresa seria uma montadora de veículos

  2. A diferença é exatamente o desempenho do time, onde mesmo nas derrotas e nos empates o SP poderia ter ganhado o jogo se aproveitasse melhor as chances criadas, a única exceção a meu ver foi a derrota para o Botafogo/RP, essa sim foi sofrível e sem chance de resultado diferente.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!