Na luta contra a pandemia do coronavírus, o Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo está fazendo a campanha #VemPraGuerra para arrecadar doações. O dinheiro será utilizado no abastecimento de materiais essenciais, como máscaras, luvas, aventais e álcool em gel.

Usando suas redes sociais, CorinthiansPalmeirasSão Paulo e Santos divulgaram a campanha e incentivaram seus torcedores a doar. O objetivo do movimento é arrecadar R$ 10 milhões nos próximos dois meses. Com a ajuda dos clubes, já foram mais de R$ 2 milhões doados em poucos dias.

Por conta da pandemia, o volume de materiais necessários para o hospital operar, que já era alto, cresceu ainda mais. A organização estima que o Hospital das Clínicas usará cerca de 40 mil máscaras N95, 670 mil máscaras cirúrgicas, 6,7 mil litros de álcool gel, 45 mil aventais e 211 mil toucas todo mês.

Além de mais material, os itens se encontram mais caros por conta da alta procura. “Houve um aumento muito alto no preço das máscaras – as que custavam R$ 0,10 passaram a custar R$ 4, e as que custavam R$ 3 passaram a custar R$ 27, e isso fez com que os estoques do hospital baixassem muito rapidamente”, explicou a assessoria da campanha.

“E o que a gente observou na experiência internacional, tanto na Itália como em outros países, é que muitos hospitais de lá ficaram sem máscaras. Pensando nessa preocupação, em parceria com a diretoria do HC, criamos esse movimento”, completou. Para participar e doar, basta acessar o site.Além dos clubes, outras personalidades do esporte como Rubens Barichello, ex-piloto de Fórmula 1, os surfistas Miguel Pupo, Pedro Dib, Felipe Oliveira e Renan Pulga, e o lutador de jiu-jitsu Fábio Gurgel também aderiram à campanha.

Gazeta Esportiva