50% CLT + Suspensão dos Direitos de Imagem + 20 dias de férias: São Paulo discute últimos detalhes para dar férias aos jogadores

O São Paulo está debatendo os últimos detalhes da estratégia que adotará durante a pausa dos campeonatos devido à pandemia da COVID-19. É certo que os jogadores ganharão férias coletivas, seguindo o que ficou acordado na negociação entre a Comissão Nacional de Clubes e os representantes dos atletas das Séries A, B, C e D.

Nessa negociação coletiva, ficou estabelecido que as férias seriam de 20 dias em abril (do dia 1º ao dia 20) e dez dias no fim do ano, algo que outros clubes já fizeram. O São Paulo deve seguir por este caminho, embora considere que possa optar por outro período, a depender da opinião de seu elenco.

A expectativa é de que boa parte do mês de dezembro seja usada para a realização de partidas do Brasileirão, que possivelmente terá o seu início atrasado devido ao coronavírus.Para depois das férias, a diretoria do São Paulo está ouvindo os jogadores para encontrar uma maneira de reduzir os gastos com salários e direitos de imagem enquanto os campeonatos estão parados, período em que o clube fica sem a renda das partidas (a bilheteria dos mata-matas do Paulistão e da fase de grupos da Libertadores era considerada parte essencial do orçamento nos meses de março e abril).

A ideia inicial é de que os atletas recebam tudo o que têm direito, mas não necessariamente nestes meses de crise. Um exemplo: pagar menos agora e acrescentar o que ficou faltando nas folhas dos meses subsequentes. É algo que ainda está em discussão. O clube deverá se manifestar oficialmente em breve.

Lance!

5 comentários

  1. Os jogadores tem todo direito de receber o seu salário. Só que os clubes precisam de um respiro para poder cumprir com as suas obrigações.

  2. Os jogadores com seus satff’s, para driblar o fisco (IR) inventaram este negocio de direito de imagem. O futebol está parado por conta da pandemia. Os clubes (diretoria) não impuseram esta regra e só foram obrigados a seguir as decisões de nossas autoridades. Então, para mim os clubes podem parar o pagamento das imagens. Os jogadores vão espernear? Sim, mas não conseguirão nada nem no judiciário. Momento de guerra.

  3. O futebol é um mundo particular. Enquanto o mundo se preocupa e as economias correm risco, os jogadores de futebol estão apenas preocupados em manter os altos salários. Entendo que é direito deles receberem seus milhões, porém os clubes estão inseridos no mundo real e também serão afetados pela economia.
    Penso que o certo seria os jogadores aceitarem uma redução.

  4. Será que não dá pra vender o Pablo e pagar com o valor recebido o salário e prêmio do Ibrahimovic, que está de saída do Milan?

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!