A hora e a vez do Fernando Diniz, por Luiz Bastos

O Brasileirão 2020 ainda não possui data de início confirmada por conta da situação atual do Covid-19, onde todas as competições nacionais e internacionais estão paralisadas.

No entanto, na espera para que a competição se inicie, alguns prognósticos de desempenho das equipes já começam a ser feitos.

Entre estas projeções, uma das mais aguardadas é a do São Paulo de Fernando Diniz.

Com um início de carreira promissor, Diniz se destacou por levar o Audax-SP a final do Campeonato Paulista de 2016.

Não levou o título, é verdade, mas sua equipe foi considerada a sensação do campeonato, apresentado um futebol vistoso e competitivo.

Do sucesso no Audax até a chegada ao São Paulo Futebol Clube, Fernando Diniz comandou apenas dois clubes na Série A do Brasileirão.

Assumiu a equipe do Athletico Paranaense no início de temporada de 2018. Com tempo para realizar uma pré-temporada com a equipe, a expectativa era de que iria deslanchar com o Furacão da Baixada.

Após um início avassalador, com uma vitória de 5 x 1 sobre a Chapecoense na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, a expectativa não se confirmou.

Em 12 jogos pelo Brasileirão 2018 foram apenas duas vitórias, com 3 empates e 7 derrotas.

Números que colocaram a equipe de Diniz na vice-lanterna da competição.

Fernando Diniz deixou o comando do Athletico em 25 de junho daquele ano.

No ano de 2019, menos badalado, chegou ao Fluminense para assumir a equipe no início da temporada.

A equipe fez um bom campeonato regional, com um time envolvente e de toque de bola preciso, e a expectativa era de que fizesse uma boa campanha no campeonato nacional.

Mais uma vez as expectativas não foram concretizadas.

Após 15 jogos pelo Brasileirão 2019, foram 3 vitórias, 3 empates e 9 derrotas, números que colocaram o Fluminense como a terceira pior campanha da competição.

O destaque desta temporada ficou por conta da vitória sobre o Grêmio, de virada, em Porto Alegre. Após estar perdendo por 3 gols de diferença, o Fluminense fez uma virada histórica e terminou a partida com um placar de 5 x 4 a seu favor.

Fernando Diniz deixou o comando do Tricolor Carioca em 19 de agosto daquele ano.

Em ambos os trabalhos, tanto no Athletico quanto no Fluminense, há um ponto a se destacar.

Os times comandados por Fernando Diniz jogam um futebol bonito de ser visto, com um jogo envolvente e de toque de bola, entram em campo para jogar futebol e não apenas para se retrair e aguardar “a bola do jogo”.

Ver um jogo de futebol onde uma das equipes é treinada por Fernando Diniz é um grande prazer para aqueles são amantes do bom futebol.

Diniz tem a expectativa de um grande Brasileirão

Uma coisa pode ser dita.

Se as últimas equipes de Diniz na Série A do Brasileirão não vingaram, nenhuma delas tinha uma qualidade de elenco tão boa quanto este São Paulo de 2020.

Podemos considerar que este é o primeiro elenco de muita qualidade na carreira do treinador.

De jogadores consagrados, como Daniel Alves, Alexandre Pato e Juanfran, com promessas como Antony e Marquinhos Calazans e jogadores extremamente colaborativos como Everton, Tchê Tchê e Reinaldo, o elenco tricolor tem tudo para dar certo sob o comando de Fernando Diniz.

Já adaptado ao ambiente do Tricolor paulista, visto que assumiu a equipe no final da temporada passada, o treinador já consegue implantar o seu estilo de jogo na equipe do Morumbi.

A mudança é evidente aos olhos do torcedor, que já percebe uma maior efetividade de seus homens de meio e ataque nas construções e finalizações das jogadas.

O São Paulo 2020 já é muito mais letal no setor ofensivo, seus atacantes abrem espaços para seus homens de meio campo concluírem, vide o fato de seu camisa 10, Daniel Alves, ser o artilheiro da equipe na temporada.

Outro que melhorou muito o seu rendimento foi Alexandre Pato.

Após uma temporada ruim em 2019, Pato vem se apresentando como peça fundamental para o esquema de jogo do treinador.

Consideramos a equipe do São Paulo uma forte candidata ao título do Brasileirão.

Também acreditamos que o Brasileirão 2020 pode ser o ano de Fernando Diniz.

Desejamos sorte ao treinador e a equipe São Paulina.

E você?

Acredita que o São Paulo de Fernando Diniz vai chegar nesse Brasileirão?

5 comentários

  1. Antony e Calazans na mesma linha como Promessas foi de doer os olhos.

    Gosto do Diniz e do futebol que ele propõe (Quem não gosta de ver futebol bem jogado?) e do fato que agora os gols estão saindo.

    Ele fazer o Pato render jogando no Meio do Ataque ta calando minha boca que gosto muito do futebol do Pato mas sempre achei que a unica posição possível pra ele fosse de Ponta Esquerda cortando pra dentro, sem obrigação de marcar lateral. Espero que continue funcionando.

    Mas a quantidade de “jornalista esportivo” escrevendo e falando do Diniz e do São Paulo nessa parada me da nos nervos. Esqueçam o cara! Deixa ele trabalhar em paz.

    Que o Corona passe o quanto antes e que sejamos coroados com a

  2. No início do ano cheguei a colocar o título Paulista como possibilidade.
    Uma das razões era que em janeiro, o FD era o técnico do grandes de SP mais “longevos”.
    Essas paradas prejudicam times técnicos.

    Seria bom para quebrar a zica do paulista e a zica do FD. Aí garantiria o FD para 2021.

  3. Depois desta parada muita coisa pode mudar no futebol pois vai nivelar todos os times novamente na questão física.

    Quem conseguir manter o mínimo de preparo até a retomada do futebol sairá na frente.

    Mas nem me preocupo mais com o que acontecerá daqui pra frente no futebol, minha preocupação é o que vai acontecer daqui pra frente no país e no mundo.

    Será que enfim teremos a implantação do comunismo?

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!