De um sãopaulino da área da saúde para os irmãos sãopaulinos do Blog: veja o recado dele sobre o COVID-19

Minha mensagem para ajudar as pessoas neste momento é a seguinte:

  • Quem é do grupo de risco, fique em casa! Só vá para a rua em caso de extrema necessidade, um supermercado, uma farmácia. Ao voltar da rua, pegou em qualquer coisa, teve contato, LAVE AS MÃOS! Cuide de si próprio!
  • As mãos normalmente são a entrada desta e de outras doenças. Pegamos na boca, no olho, no nariz, nos talheres, ao nos alimentarmos, então LAVEM AS MÃOS;
  • Novamente, evitem saídas as pessoas do grupo de risco. As pessoas saudáveis e fora do grupo de risco, ao saírem,tomem cuidados. Em transportes públicos, aproveitem os veículos mais vazios e sentem mais distantes uns dos outros quando possível. No local de trabalho também, tentar manter a distância de 1m ou 1,5m;
  • Se espirrar, coloque a mão na boca ou um pano. A maioria da população não sabe espirrar pelo nariz, só espirram pela boca e a tragédia de espalhar o vírus é mais rápida;
  • Máscaras: não há necessidade, estão usando errado. Não está protegendo pegando um local cheio, um ônibus, um metrô, um supermercado, colocou a mão e colocou a mão na máscara, já passou;
  • Uma pena o pronunciamento do presidente falando de uma simples “gripezinha”. Peço de que as pessoas tenham bom senso, pensem em suas mães, avós, pessoas mais idosas da família;
  • Álcool gel: O líquido 70 é melhor;
  • Problemas respiratórios: Muita gente tem, ainda mais em São Paulo e outros locais poluídos. Tem asma? Fique em casa!
  • Crianças que estejam com baixa imunidade, além de idosos e pessoas com problemas respiratórios, cuidado. Ninguém tem saúde impecável;
  • Procurem seus gestores se forem do grupo de risco, eles avaliarão melhor;
  • Saiu? Foi em algum lugar na rua? Trabalhou? Pegou transporte público? Deixa para abraçar depois ao chegar em casa, deixe para beijar depois, vá tomar um banho, lave as mãos, não importa que seja um banho demorado, lave os cabelos, isso é o mais importante, é o contato. Ainda mais em grupos de risco, idosos, crianças e os demais também;
  • Automedicações: Com suspeita de gripe, tem asma, não procure drogarias. Procure um médico.

Façamos nossa parte!

Colaborou: Vitor Muniz, sãopaulino.

Anúncios

3 comentários

  1. Tenho uma pergunta, falaram que ao lavar as mãos teriam que ser 20 segundos, isso confere?

    Outra pergunta, pegar dinheiro de outro individuo por exemplo o cobrador dá o troco, isso pode ser risco?

    Sobre questão dos alimentos, alimentos que tenham poder de aumentar imunidade como alho cru pode pelo menos ter força para amenizar já que não existe algo como cura?

    Qual seria a quantidade necessária de água para ser consumida por dia? E qual poder da água no que tange a este momento?

    Vi alguns relatos que mesmo quem não tem problemas de saúde o risco ainda existe mesmo sendo jovem. A que ponto é verdade ou não em nesses pontos Dr.

    • Olá Mitsuo Matsuyama,
      Tempo de lavar as mãos, não significa nada.
      Devemos seguir o corretamente lavar aos mãos. Postei no Twitter: https://mobile.twitter.com/Vitor_Muniz/status/1243431654292668416

      Pegar dinheiro de outro indivíduo. Não so dinheiro, também qualquer outros objetos e contato direto com as mãos, sim é de risco.
      Além de bactérias, transmite vírus.

      O Alho tem função imunoprotetora e evita gripes, resfriados e outras doenças.
      Cura? Não foi comprovado.
      Tempero caseiro, além do alho.
      Cebola e Gengibre também ajudam aumentar imunidade.
      Também, resalvo. Com essa epidemia da dengue, devemos aumentar as plaquetas do corpo, tomar água de cocô com Gaterate.

      Quantidade necessária de água ser consumida por dia é no mínimo dois litros.
      Poder da água: Previne cãibras, protege o coração, melhora o funcionamento do intestino, controla a pressão sanguínea, evita pedras nos rins, aumenta resistência física, ajuda na absorção de vitaminas e limpa o organismo.

      Problema de risco de saúde, depende do gravidade da doença que a pessoa possa ter. Problema respiratório é maior causa de riscos entre recém nascido, jovens e idosos.
      Outras doenças como câncer, hipertensão e diabetes, maioria dos brasileiros estão em grupo de risco.
      De recém nascido à idosos.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!