A paralisação de todas as competições por causa da pandemia de coronavírus pode dificultar a permanência de Joao Rojas no São Paulo. O equatoriano tem contrato com o clube até o dia 4 de julho deste ano. Segundo apurou o UOL Esporte, o acordo tem um gatilho que permite o Tricolor paulista a renovar o vínculo por até mais dois anos, com praticamente as mesmas condições vigentes.

No entanto, o jogador está em recuperação de cirurgia no joelho direito e não atua desde a partida contra o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro, em outubro de 2018. No ano passado, ele sofreu outra lesão no joelho direito e não pôde voltar a integrar o time.

Neste período, ele tem trabalhado no Reffis e ainda não há uma expectativa de que ele volte a jogar. O técnico Fernando Diniz, porém, tinha esperanças de que o atacante poderia retornar em breve e até o tinha inscrito na Copa Libertadores.

A ideia do Tricolor era ver como o jogador renderia para definir por quanto tempo o acordo poderia ser ampliado. Como é possível que ele não tenha oportunidade para jogar, para não deixá-lo sem clube no mercado da bola, o São Paulo pode oferecer um contrato só até o fim deste ano — por mais seis meses. Contratado em 2018, o jogador, de 30 anos, logo despontou com boas atuações pelo time comandado por Diego Aguirre. No total, ele disputou 20 partidas pelo Tricolor paulista e fez um gol.

UOL