São Paulo vê eficiência crescer, traz Pablo ‘de volta’ e gols se espalham

O São Paulo vem de duas vitórias consecutivas com bom aproveitamento no ataque, sequência que não vinha acontecendo por excesso de desperdício de chances em partidas anteriores. Essa boa série trouxe consigo a recuperação de um jogador que estava em baixa: Pablo, autor de dois gols no clássico contra o Santos. A evolução do setor ofensivo também se apresenta na lista de artilheiros, que mostra que o time não tem dependência de gols.

Começando pelo primeiro assunto citado no parágrafo acima, é essencial pegar como exemplo o duelo com o Binacional-PER, na altitude de Juliaca. Lá, o Tricolor abriu o placar e parecia que ampliaria a vantagem em questão de tempo. Não foi o que ocorreu, já que os atacantes cansaram de perder chances claras de fazer saldo. No segundo tempo, o desgaste falou mais alto e os peruanos viraram o jogo para 2 a 1. Cenário parecido com jogos do Paulistão.

Um dos atletas que ficaram marcados pelas oportunidades desperdiçadas no Peru foi justamente Pablo, que teve em seus pés aqueles que poderiam ter sido os gols da vitória são-paulina na primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. No entanto, o futebol devolve as chances quase de forma imediata. Pouco tempo depois, um complicado clássico diante do Santos se apresentou para o camisa 9 se redimir daqueles dias de tormenta.

Entrando no intervalo, no lugar de Bruno Alves, o centroavante tinha a missão de ajudar a virar o jogo, que o São Paulo perdia por 1 a 0, mas possuía um homem a mais após expulsão de Jobson. O destino e o trabalho permitiram que Pablo tivesse o maior número de finalizações na partida (quatro certas e uma errada) e aproveitasse duas delas para fazer seus dois gols, um com o pé direito e outro com a cabeça, em lances típicos de quem tem faro de artilheiro.

– Tem que agradecer esse grupo, criamos uma família, uma identidade, isso a gente está levando para o campo, está fazendo com que o outro seja feliz. Eu não vivia um bom momento, não estava fazendo gols, estava perdendo algumas oportunidades, meus companheiros me dando força, me colocando para cima o máximo possível, querendo que eu fizesse gols e voltasse a marcar. Acho que essa vitória, antes de ser pelos gols, foi principalmente da equipe e eu estou muito feliz com isso – afirmou o camisa 9 para a SPFCTV.

Por fim, vale destacar que durante o período de seca de Pablo, que durou quase dois meses, outros jogadores conseguiram suprir essa necessidade, como Daniel Alves, que anotou cinco tentos e é o goleador do time na temporada, e Alexandre Pato, que balançou a rede quatro vezes e também acabou se redimindo depois de um jejum de mais de seis meses, que vinha desde 2019. Outros cinco atletas marcaram pelo menos um gol em 2020.

O São Paulo suspendeu suas atividades no CT da Barra Funda por tempo indeterminado, pensando em evitar a propagação do coronavírus. Todas as competições que o clube disputa estão paralisadas, como a Copa Libertadores e o Campeonato Paulista. No estadual, o Tricolor já garantiu sua vaga nas quartas de final, como duas rodadas de antecedência no Grupo C.

LISTA DE ARTILHEIROS DO SÃO PAULO NA TEMPORADA

Daniel Alves – 5 gols
Alexandre Pato – 4 gols
​Pablo – 3 gols
Reinaldo – 2 gols
Arboleda – 1 gol
Igor Gomes – 1 gol
Brenner – 1 gol
Hernanes – 1 gol

Lance!

Anúncios

Um comentário

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!