São Paulo suspendeu as atividades das equipes de futebol profissional, tanto a masculina quanto a feminina, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O martelo foi batido em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, entre diretoria, departamento médico e comissão técnica.

O executivo de futebol Raí, o técnico Fernando Diniz e o médico do clube Dr. José Sanchez foram vistos pela TV Gazeta deixando o CT da Barra Funda, mas preferiram não se pronunciar.

Com as atividades paralisadas, o clube manterá contato com os jogadores, que devem realizar treinamentos individuais fora do CT. Os atletas também poderão trabalhar na Barra Funda, desde que sob orientação e autorização do departamento médico.

O clube também orientou que os atletas evitem viagens – em especial de avião – durante o período de afastamento.

Mais cedo, na manhã desta segunda-feira, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, participou de reunião na FPF que deliberou a paralisação do Campeonato Paulista.

Antes, a CBF já havia decidido pela paralisação de todas as competições nacionais, assim como a Conmebol havia divulgado a interrupção da Copa Libertadores.Futebol feminino
Assim como o masculino, a equipe feminina do Tricolor interrompeu todas as suas atividades. O grupo retornaria de folga nesta terça-feira, após derrota de virada para o Palmeiras no Campeonato Brasileiro.

“Em conjunto com o Departamento de Futebol do São Paulo, definimos que o melhor para todas as atletas e funcionários é que neste momento cuidem da saúde e se preservem, que é o mais importante para todos e para o país”, afirmou o Diretor de Futebol Feminino Antônio Belardo para o site oficial do clube.

Gazeta Esportiva

Anúncios