56,33% de aproveitamento geral; média defensiva de 0,75 gol/partida e ofensiva de 1,5 gol/partida – Números atualizados de Diniz no São Paulo após 29 jogos – Melhor desde Ney Franco

Diniz mantém após 29 jogos, a melhor marca de um treinador do São Paulo desde Ney Franco na campanha de 2012: 57,33% contra 58,6% do último técnico que venceu um título no Tricolor.

Doriva – 33,33%

Bauza – 44,44%

Ricardo Gomes – 42,59%

Ceni – 50,48%

Dorival Jr – 51,67%

Aguirre – 55,81%

Jardine – 46,67%

Cuca – 47,44%

Diniz – 56,32%

Ao todo, na defesa são 9 gols em 12 jogos, marca de 0,75 gol sofrido por jogo.

No ataque, média de 1,5 gol por partida, números melhores do que 2019 mas que ainda precisam de melhoria e pontaria. Contra o Santos foram 25 chutes e apenas 2 gols.

Retrospecto de Fernando Diniz no São Paulo:
29 jogos
14 vitórias
7 empates
8 derrotas
56,32% de aproveitamento

Blog do São Paulo



Anúncios

35 comentários

  1. Diniz me calando cada vez mais..

    Porém, diante de grande parte da torcida (me incluo nesta parte, admito), todos esses números serão ignorados em caso de fracasso nos mata-matas…

    • E é compreensível. Se chega um treinador aqui que já foi campeão, gera uma esperança no pessoal e faz 60% de aproveitamento está todo mundo feliz, mas ele não tem caneco na bagagem.

      Talvez até esse seja o melhor trabalho dele na carreira, e mesmo assim ainda está longe de ser unanimidade, há quem duvide e com certa coerência.

      Porque se for lembrar que o Muricy havia ganho 3 brasileiros seguidos e o pessoal falava que era “o rei do morre morre” como se fosse fácil ganhar uma Libertadores, imagina se % vai segurar alguém.

  2. Isso porque, segundo grande parte da torcida, é o pior técnico entre os clubes grandes de SP.

    Imagino se fosse o melhor?

    Força Diniz, o torcedor está contigo.

    Obs.: Ney Franco só teve esse aproveitamento porque estava com Lucas voando.

    • Ney teve Lucas, Neymar, Casemiro, Oscar na seleção campeã sul-americana sub.20.

      No São Paulo teve Lucas voando e decidindo jogos.
      Lucas foi tão importante na campanha que na hora de entrega dos prêmios Ceni deu a braçadeira de capitão a ele para levantar a taça.

      FD tem o coletivo aparecendo.

      • Justiça seja feita, o time do Ney Franco tava ajeitadinho em 2012. Bom lembrar também que batemos no gambá antes de serem campeões do mundo, e não teve nada de tirarem o pé não. O Tite mesmo falou que aprenderam “boas lições” daquela derrota.

        Além do Lucas o Oswaldo também merece ser lembrado, comeu a bola na época. Ganhamos a sula 2012 com um bom futebol. O que ferrou o time no ano seguinte foi ter colocado o Lúcio (ex-jogador em atividade) no time, numa zaga que já era boa com Rodolfo e Tolói, e também a troca da velocidade do Lucas pela lentidão do Ganso. Desconfigurou todo o time, o resto é história.

      • Sim,o melhor, classificou para a Libertadores, para as finais do Paulistinha, esta quase rebaixado e dizem que vai ser Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil. kkkkkkkkkkkkk

  3. Bom dia

    Diniz não tem título e coisas do tipo. Está me calando e mesmo se não ganhar o paulista merece por méritos continuar. Hoje nossos time tem identidade

    Se parar de perder gol e aprender a jogar fora do Morumbi tem tudo para fazer sucesso

    • Se o wikipedia estiver correto os top 10 treinadores com mais de 20 jogos:

      Rubens Salles (76%)
      Clodô (74%)
      Joreca (72%)
      Cláudio Cardoso (72%)
      Caxambu (69%)
      Jim López (68%)
      Armando Renganeschi (67%)
      Alfredo Ramos (66%)
      Emerson Leão (66%)
      Osvaldo Brandão (65%)

      Alias, Milton Cruz (58%) tem aproveitamento melhor que o Telê (57%) rss

      • Quem acompanhou a era do mestre Telê vai lembrar… o nosso time era hiper ofensivo, atacavamos em bloco com muito volume, mas deixava sim buracos na defesa, zagueiros no mano a mano assim como o do Diniz… tínhamos zagueiros individualmente bons que sabiam lidar nessas horas e um goleiraço que dispensa comentários… Fazíamos muitos gols, mas tomávamos tbm… era comum resultados do tipo 3×2, 4×3, 2×1…

        Eu particularmente prefiro assim, kkkk muito mais emocionante e divertido, eu cresci vendo o SPFC jogar assim…

        Se tivesse internet na época do mestre, coitado…

  4. Quem resolveu a parada na Sula-12 lá fora e no Morumbi fazendo pivô pro Lucas, foi o William (Louro) José. Na falta do LF, ele cumpriu muito bem seu papel, recebeu sua faixa, beijou a taça, festejou e foi embora pra Europa no dia seguinte.

  5. Não sou muito de participar dos comentários, mas gostaria que refletissimos sobre o jogo de sabado. Eu nunca havia asistido um time com um jogador a mais exercer tamanho dominio sobre o adversário.como fez o São Paulo no jogo. O Santos simplesmente não saia lá de tras, como o são Paulo inteiro marcando a bola, perdida ou nos tiros de meta. Foi avassalador. Nunca antes tinha visto isto no São Paulo.

  6. Ter estabilidade e continuidade ajuda a mostrar erros pontuais que precisam ser corrigidos. Hoje, ao invés de contratar baciada, fica claro quais são as contratações necessárias se quiserem aumentar o nível técnico do time.

    Mudar 4x de treinador numa temporada faz todo mundo parecer lixo, dá oportunidade pra péssimos gestores torrarem dinheiro do clube e lota a Barra Funda de nomes que vieram em um mês para um determinado treinador e no mês seguinte não prestam mais pq não agradam o novo técnico.

    • Perfeito Fabio!

      Não dá pra cravar se vamos ganhar algo esse ano, mas pelo menos o time mostra evolução e principalmente uma “cara”, temos uma filosofia de jogo definida porém agora em diante o Diniz vai ter que mostrar se ele consegue ou não se adequar ao que acontece no jogo… agora tbm sabemos quais setores precisam de qual tipo de jogador…

      Tem muito ainda pra ajustar, e todo técnico precisa desse tempo…

      É aos poucos mesmo, tem que ter paciência…

  7. Os números não retratam o ponto principal: finalmente o SP está jogando um bom futebol! A quanto tempo não dava gosto de assistir um jogo do SP.

    Mesmo sendo campeão em 2008, aquele time por exemplo era horrível de se ver jogar. Não sejamos hipócritas…. time totalmente sem repertório, fazia 1 gol e se fechava como time pequeno, a única coisa de destaque é que era um time extremamente cascudo.

    Atualmente vemos um time bem postado em campo, que sai tocando bola desde a defesa, que faz tabelas, que tem variação de jogadas, que apesar de uma ou outra deficiência defensiva sabe se fechar quando necessário. E o principal: um time com fome de gols! Aquelas contra-ataques com 5, 6 jogadores avançando duma vez, deixando o adversário atônito, é uma coisa linda de se ver.

    É o resgate do nosso DNA ofensivo, traduzido num time que faz 1 gol e quer fazer o segundo, o terceiro…

    Até aqui está dando gosto de ver, vamos ver como será nos jogos grandes e decisivos. Pois jogar bem não necessariamente significa ser competitivo.

    • Concordo, para mim, fora os números, o que tem sido o melhor é ver o São Paulo jogando bem, jogo coletivo, jogadores se entregando.

  8. O problema do São Paulo F.C. não é mais falta de bom técnico de futebol, mas de dirigentes que só conseguem comemorar a venda de jogadores para pagar dívidas, em vez de títulos de futebol. O clube é fraquíssimo na presidência e no corpo dirigente. E, pior, não dá mostras de que o próximo presidente a ser eleito (dentre esses contados) terá capacidade administrativa para reverter a gastança e a eterna falta de dinheiro.

  9. Bom dia,

    Essas 2 vitórias dão esperança à torcida mas ainda não chegamos ao objetivo final. Precisamos ganhar um título!

    Diniz por esses números então já pode ser considerado o melhor técnico da década?

    Me cala mais Diniz….rs

  10. Hoje de madrugada acordei e fui ver no SM o blog, mas o blog estava muito estranho. Aparecia algo escuro com um relógio, e quando acessava os posts aparecia sem comentários parecendo uma sala vazia. Teve algum problema no blog nesta madrugada Zanqueta e Marcio?

    Sobre o pleito do São Paulo realmente vemos que não há muita opção ficando entre o ruim e menos ruim. Sinceramente não apoio nem um nem otro. Na minha opnião deveria ser Homero Belitani Filho ou Silvio Medici que tem DNA de liderança e patriotismo devido seu parente ter exercido cargo na liderança do Brazil.

    Com respeito a equipe e jogadores, vejo uma equipe realmentr melhor. Temos que sempre apoiar o SPFC sempre.

    A propósito Zanqueta o problema de refleshing ainda continua? Por enquanto estou fazendo copy no YT e colando aqui no blog para evitar que comentario seja perdido ou apagado.

    Agora vou voltar a ouvir minhas músicas Europeias de Jean Fraçois Maurice que é muito bom. Um abraços a todos!!!

  11. Sim, quanta diferença, SP chega sempre com no mínimo 3 jogadores na área. Só ver o segundo gol diante da LDU, metade do time tava na área ou bem próximo dela, muitas opções de passe pra Reinaldo que acho o Fani sozinho. Time tá muito bem e em evolução.

  12. Se tivesse mais tres vitórias, que corresponde ao mínimo em que fomos prejudicados, seria um dos melhores aproveitamentos da história. Sei que há muito chão a percorrer, mas acredito que a bússola está apontando a direção correta.

  13. Calma….nem besta nem bestial….com certeza o time evoluiu e tem evoluído, mas sem entrar nessa onda do “melhor time do campeonato” que parte da imprensa coloca.

  14. Famoso calador de bocas, e diniz mudou o meu conceito me calando tambem, me fez engolir todas palavras procedidas a seu respeito.

  15. Eu não sou a favor de manter o DIniz por causa de % e nem de derrubar em caso de perder 3 seguidas.

    TIrando o time ir pra uma eventual zona de rebaixamento, pra mim mesmo que não dê certo como a gente deseja e o time fique em terceiro do grupo na Libertadores ou não vença o paulistinha, ele deve ser mantido até o fim do ano.

    O Clube e a torcida tem que aprender a ter mentalidade de campeão, de longo prazo, de construir, de apostar.

    Contrataram o Ceni de forma prematura e depois mandaram embora prematuramente, o tempo mostrou que o problema não era o Rogério. E a mesmíssima coisa aconteceu com o Aguirre, mandaram o cara embora pra reforçar o elenco só quando quem já estava no cargo era o Jardine.

    Na minha visão, se o Diniz foi escolhido o técnico pra 2020, salvo alguma catástrofe, devemos ir com ele até o final, independente de %, de perder jogo seguido ou do futebol ser bonito ou não.

    A pior besteira que pode ser feita é mandarem embora sem o cara receber reforços, depois contratar um treinador novo, entregar alguns reforços e depois de poucos jogos sem resultado já mandarem embora de novo, vai ser somente a releitura de fracassos recentes.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!