Na expectativa da estreia são paulina na Libertadores, o volante Tchê Tchê falou sobre sua experiência atuando em jogos na altitude e apontou alternativas para o São Paulo. Com estreia marcada para a próxima quinta-feira, às 21h00, a equipe enfrenta os peruanos do Binacional.

“Joguei em Cochabamba (na Bolívia, pelo Palmeiras, em 2017). Dei uma pesquisada no “Google”, e é uma das maiores (altitudes) que tem. Temos duas alternativas: dar desculpa ou ser melhor do que a altitude. Vai ser difícil. Tem que estar ligado e ter cautela nas ações dentro de campo. Vamos manter o padrão. Sair focado para conquistar um grande resultado”, disse Tchê Tchê.

“Lá (em Cochabamba) foi bem menor. A sensação é de um pouco de dor de cabeça. No episódio, consegui ir bem. Não senti tanto. Espero que aconteça dessa maneira agora. Temos duas opções: ou voltar de lá colocando a desculpa na altitude, ou vencer isso. Ir para o sacrifício. Sabemos que será difícil, mas todos os jogos serão. Temos que enfrentar isso”, afirmou o volante.

Tchê Tchê comentou também sobre o bom início de ano. O jogador foi titular nos oito jogos disputados pelo São Paulo na atual temporada.

“Fujo muito de falar sobre o meu estilo e da minha fase. Mas há certos momentos nos quais você tem que se posicionar. Essa é uma boa hora. Tenho trabalhado muito para viver essa fase. Titular absoluto não me considero. Venho atuando, mas tem de conquistar dia a dia. Temos um elenco muito qualificado no São Paulo. A cada dia que venho aqui é uma chance de representar a minha família e seguir crescendo mais. É um momento bom. O time em um momento bom também ajuda. Sei meus pontos fracos e positivos. É algo que me ajuda muito. O time estando bem me proporciona crescer junto”, disse o jogador.

Ao ser perguntado pelos companheiros machucados, o volante afirmou que os mesmos treinaram normalmente nesta terça-feira.

Torcedores.com