Daniel Alves se achou no São Paulo?

Amigos Tricolores,

Os últimos jogos são para elogiar a atuação de Daniel Alves. Eu ainda acho que, se temos o melhor lateral do mundo, devemos usá-lo por ali, entretanto, se ele mantiver essa evolução, mudo de opinião sem problema nenhum, afinal, como Raul Seixas dizia “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”.  E mudar de opinião não faz mal a ninguém.

Eu me lembro que o ex-lateral, e hoje técnico, Jorginho veio, no final da sua carreira para o São Paulo. Isso em 1999. Eu era muito fã do seu futebol, mesmo antes dele vir para o tricolor. Entretanto, ele chegou como grande contratação da época e não veio como lateral direito que era sua posição de origem. Chegou para jogar no meio de campo, como volante e não comprometeu. Não foi aquele jogador que esperávamos, mas foi bem no São Paulo. Daniel Alves, está vindo quase na mesma onda. Jorginho era um excelente lateral, talvez, na sua época o melhor do país, mas nunca foi o melhor do mundo. Daniel Alves, já foi por muitos anos o melhor do mundo e até hoje é o melhor que temos no Brasil. Ambos muito profissionais, atletas que se cuidavam e pouco se machucavam. Há muitas semelhanças entre eles.

Como 2o voltante

Daniel Alves tem jogado por ali, como um 2o volante que sai para o jogo. Tem talento de sobra para isso, excelente passe e visão de jogo. Não se chega a ser o melhor do mundo, sem ter eficiência no básico. Acho até que ele arrisca poucos chutes de fora da área, versus o talento que tem para bater na bola, algo que também acho que o Hernanes tem pecado.

Diniz rasga elogios ao Daniel Alves sobre seu profissionalismo. E isso já sabíamos. Não me lembro dele em confusões extra campo, não me lembro de polêmicas sobre ele. Nem se compara também, o profissionalismo dele, com seu parça, Neymarketing (que parece que cresceu e agora resolveu focar mais no futebol e menos nas baladas). Daniel é de grupo, isso é sabido, por onde passou se ouvia isso dos técnicos que o comandaram. Daniel é um cara gente boa, o legítimo “bom baiano”, como dizemos: Brincalhão fora, mas profissional dentro de campo. Pode não estar jogando tudo o que esperamos, e dificilmente, teremos no São Paulo o Daniel Alves do Barcelona ou Juventus,  mas que está honrando dentro de campo, o manto tricolor, isso é fato, até porque mesmo na Espanha, ele nunca negou que seu time do coração é o nosso tricolor!

Meio de campo formado

Tchê-Tchê está indo bem e Igor Gomes parece ter dado outra cara ao time. Hernanes ainda não voltou a ser quem esperamos, e o banco, agora é o mais justo para ele, apesar que na minha cabeça. Diniz poderia ousar um pouco e fugir desse esquema padrão 4-3-1-2 que o Brasil adotou e partir para o 3-5-2 ou 4-4-2, mais comuns. De 2005 a 2008 ganhamos 5 títulos com, por exemplo,  o 3-5-2, sendo Libertadores, Mundial e Brasileiros. Nenhum time no Brasil consegue jogar no 3-5-2 por exemplo, como o São Paulo. Podem até achar esse esquema antiquado, ok, mas é preciso mudar um pouco, pois o Brasil tem essa mania de eleger um esquema e ficar anos com ele. Num eventual 3-5-2, Hernanes, Daniel Alves, Igor Gomes, Pato e Pablo poderiam jogar juntos, formando um belo ataque, isso ainda tendo Anthony (até Julho) e Rojas (voltando em breve) como opções para mudanças. Mas ai é com o Diniz.

De fato, Daniel Alves tem feito a diferença e espero que Diniz esteja certo quando diz que ele jogando bem, faz com que os outros joguem bem também, que é um cara de grupo e pensa de forma coletiva. Nós só temos a ganhar com caras como Igor Gomes, Daniel Alves, Hernanes, Pato, Pablo e Anthony jogando bem, as chances de dias melhores, ficam mais claras!

*Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br – facebook.com/plannerfelipe e @plannerfelipe

12 comentários

  1. Luan Dias foi formado no Água Santa . Mas quem me chamou atenção e vem sendo elogiado é o Claudinho da Ferroviária . Se não estou enganado o Luan tem 22 anos e o Claudinho 19 .

  2. Não entendi: “Diniz poderia ousar um pouco e fugir desse esquema padrão 4-3-1-2 que o Brasil adotou e partir para o 3-5-2 ou 4-4-2, mais comuns. De 2005 a 2008 ganhamos 5 títulos com, por exemplo, o 3-5-2, sendo Libertadores, Mundial e Brasileiros. Nenhum time no Brasil consegue jogar no 3-5-2” . O Diniz joga no 4-1-4-1 e variações para o 4-3-3. No Brasil o esquema 4-3-1-2 é utilizado só pelo Inter do Coudet, que tem variações para o 4-1-3-2 do Flamengo de JJ, mas esses dois esquemas são variações táticas do 4-4-2. Outra coisa, hoje seria quase impossível se usar o 3-5-2, com apenas Anderson Martins de reserva, e o Diego improvisado; precisaria pelo menos cinco bons zagueiros.

    • Também percebi o engano. Diniz joga no 433 e em alguns jogos a defesa recompõe no 442.

      Mas penso que no 352 o Juanfran poderia jogar de zagueiro pela direita. Ao fim a escalação permanece quase a mesma, mas com o posicionamento diferente.

      Daniel Alves na ala direita, Hernanes como volante junto de Tchê tchê, Igor Gomes de enganche com Pato e Pablo no ataque. Na ala esquerda poderíamos testar o Everton, que deixaria o time mais agudo, mas com Reinaldo também está bom.

      Mas acho que não acontecerá, pq a saída de bola teria de ser diferente e, portanto, teriam que treina-la novamente.

  3. Se achou no SP sim e o SP achou o Daniel Alves, grande reforço, craque não é, porém é acima da média como Pato e Hernanes.
    Sobre o Diogo Barbosa, não faz sentido, tem o Welligton na base, muito melhor que esse cara, Léo poderia ser deslocado pra zaga, seria um ótimo reforço para esse setor, é forte, rápido e sabe se posicionar, com treino ele poderia fazer essa função, abrindo espaço para o Wellington subir da base.

  4. Quando Daniel Alves veio até repórter como o Cosme Rimoli se rendeu e elogiou a contratação.
    Muito embora Rai e cia tenham errado bastante, a contratação na época teve um mega status, afinal contratamos o melhor lateral direito do mundo campeão da copa América e o currículo recheado de título.
    Daí o melhor lateral direito chega num time carente desde longa data justamente na lateral direita, mas quer jogar na meia.
    Soma-se a isso nossa seca de título e o Flamengo roubando a cena no futebol, além das constantes trocas de técnico.
    Somente esse ano que estamos podendo gozar do excelente futebol do Dani Alves.
    Pra quem não conhece, vale a pena ver o canal do tricolor no you tube, esses dias o Zetti visitou o CT e o Dani falou sobre o porquê de jogar no mais querido.
    Enfim, acho que esse cara nos dará uma taça.

  5. A título de informação, o lateral esquerdo Dodô estava de férias aqui em Paulínia. Não escutei dizer que se acertou com algum time.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!