55,6% de aproveitamento geral; média defensiva de 0,57 gol/partida e ofensiva de 1,43 gol/partida – Números atualizados de Diniz no São Paulo após 24 jogos

Depois dos bizarros erros e interferência da arbitragem que custaram 5 pontos e reduziu o aproveitamento de Diniz à frente do São Paulo, Diniz segue mantendo uma marca acima de seus antecessores recentes no comando do São Paulo. Em tese, podemos dizer que ele e Aguirre, último treinador que emplacou e teve uma boa fase no clube, estão empatados já que o uruguaio atingiu 55,81% e leva leve vantagem.

Doriva – 33,33%

Bauza – 44,44%

Ricardo Gomes – 42,59%

Ceni – 50,48%

Dorival Jr – 51,67%

Aguirre – 55,81%

Jardine – 46,67%

Cuca – 47,44%

Diniz – 55,6%

A defesa segue sofrendo poucos gols, o ataque mesmo após os 4×0 ainda não pode ser considerado estabilizado e consolidade e deixa a desejar.

Ao todo, na defesa são 4 gols em 7 jogos, marca de 0,57 gol sofrido por jogo.

No ataque, média de 1,43 gol por partida, números melhores do que 2019 mas que ainda precisam de melhoria.

Retrospecto de Fernando Diniz no São Paulo:
24 jogos
11 vitórias
7 empates
6 derrotas
55,6% de aproveitamento

Blog do São Paulo

24 comentários

  1. É, tenho que admitir…

    Vendo os últimos jogos aceitei que preciso deixar de lado a minha ma vontade com o Diniz, apesar de ainda achar que ele não é o cara ideal para o São Paulo..

    Vamos ver.

    • Mais que isso amigo, , temos plantel.

      Tirando os 11 preferidos do Diniz, ainda tínhamos Anderson Martins (zagueiro razoável), um lateral direito promissor, Luan, Lizieiro, Hernandes, Pablo, Everton.
      Cá entre nós, um belo banco de reservas!

  2. Esses parâmetros de comparação são bem discutíveis; os técnicos quando perdem a culpa é dele ou do elenco? Se for só olhar esses números frios o melhor de todos seria o Aguirre, pois entrou na semifinal do Paulista e jogou só contra times da primeira divisão e com um elenco meia boca. Por isso que acho que esse tipo de comparação é injusta, pois o início do Ceni teve o melhor futebol apresentado, e se perdeu com a venda dos jogadores mais velozes: Luiz Araújo, Thiago Mendes. Particularmente gosto do técnico que extraia o melhor dos atletas, e tenha jogo rápido com variações táticas dentro da própria partida.

    • Esse time atual em termos de nomes de jogadores é o melhor desde 2014. Quem vê pensa que o Diniz tem tirado leite de pedra, não digo que o trabalho é ruim mas não dá para comparar com técnicos que vieram pra tirar o time da zona de rebaixamento e alguns que nem tiveram tempo de fazer um pré temporada decente pois foram mandados embora antes por muito menos, como o Aguirre ou outros que perderam jogadores importantes no meio do caminho.

  3. Eu fui um dos quais defendeu a vinda do Diniz.
    O acho um bom técnico, e se parâmetro for somente brasileiros, o acho excelente.
    Mas com o Sampaoli livre, eu trocaria sem pestanejar..
    Trocaria o Diniz, que é note 7, pelo Sampaoli que e 9!
    Sampaoli é o Diniz que já deu certo, com mais experiência e mais prestígio.

    • Problema é pagar 1 milhão e meio por mes pro Sampaoli, acho que da pra gente ter paciencia, vai tropeçar e oscilar mas o time ta jogando bem melhor e agora aparece alguns resultados.

    • Eu mesmo lamentei a não contratação do Sampaoli, de fato um baita treinador mas a escolha foi feita, não dá pra ficar mudando assim. O Sampaoli além de caro, traria muita instabilidade, coisa que não precisamos. E não é porque certo ou não ele ia ficar batendo de frente com o Leco, mas porque o momento não é esse. Portanto hoje estou fechado com o Diniz.

  4. Diniz vem fazendo um bom trabalho. Eu já tive muitos sentimentos sobre ele. Quando foi contratado achei uma boa. Depois desanimei. Não gostava do que estava vendo. Hoje vejo que existe um trabalhado consistente que aos poucos vem ganhando consistência. E acredito que dentro da visão dele, é um cara que tem qualidades importantes para o desenvolvimento da equipe, especialmente no nosso momento atual. Talvez precisasse ser mais pragmático em alguns momentos, mas sua total aversão ao resultado imediato, que quase transparece um total desapego ao resultado, tem a ver com o fato dele ir mais a fundo, na questão humana do futebol. Nos tempos de hoje, é um sacrilégio. Mas o tempo começa a mostrar que o resultado virá como consequência de uma grande fundação, através de um trabalho paciente, onde ele também vem tendo a oportunidade de evoluir como treinador. Não apenas a continuidade é algo desejável como justa pelo que se apresenta até aqui.

  5. 1o a hora da verdade é o aproveitamento contra times.melhores e no brasileirão. Aguirre teve um aproveitamento bom no brasileirão.
    2o o Time parece que melhorou… parece que resolveram manter uma base, o que é importante. Eu sou bem receoso quanto ao Diniz, mas a verdade é que sem manter um time base entre um ano e outro, e sem manter um técnico trabalhando por um período de tempo suficiente, estaremos sendo injustos.

    Acho que o time vem mostrando evolução, isso é o importante. Esperemos os verdadeiros desafios

  6. Mas o trabalho deve ser avaliado nesta temporada são 7 jogos , 3 vitórias 3 empates 1 derrota são um pouco mais de 57 oi cento

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!