“Tá tudo certo me chamar de burro mas preciso ter coragem de mudar para ganhar” comenta Diniz

Ao comentar os protestos da torcida, Diniz não se mostrou impactado com o time:

“Tá tudo certo me chamar de burro, mas preciso ter coragem de fazer o que estou enxergando. O time não piorou com a entrada do Liziero. O torcedor queria ganhar o jogo. Eu estou aqui para o momento que o torcedor precisar xingar, não tenho críticas ao torcedor.”

Blog do São Paulo

24 comentários

  1. Começa mudando o Pablo e o Juanfran, deixam o time lento e previsível, manter Pato, Vitor Bueno e Antony, com o Igor Vinicius na lateral, além do Igor Gomes no meio.

    • E a nossa torcida tá caindo no papo da imprensa de que o Juanfran não serve !!!
      Lamentável!!!
      Lateral seguro e firme que não toma decisões erradas e ainda por cima é uma referência pela sua postura !

      • Não vou pelo papo da imprensa, vou pelo que vejo, a direita é ineficiente nesse esquema onde os laterias jogam abertos e adiantados ultrapassando o meio campo, ele é bom defensivamente, mas deixa a deseja na parte ofensiva, note que a 80% das jogadas é feita pela esquerda ou até mais, talvez 90%
        Estão jogando nas costas dele, a recomposição dele é lenta e ninguém cobre pois só tem o Tchê tchê jogando como volante.
        Em um esquema com diferente ele vai bem sim.

        • Ocorre que o lado direito está lento pela falta de velocidade de Pablo e Daniel Alves que passa muito o pé na bola e faz muita firula.

          Juanfran é um dos melhores laterais direito do mundo

          • Não discordo da qualidade dele como jogador, o problema é o esquema, e na minha opinião, velocidade não é o forte dele, compensa no posicionamento, e isso ele ainda precisa achar o ideal. Pablo na direita é um erro do Diniz que será resolvido com a entrada do Antony.

    • Pelo menos o Diniz poderia testar uma formação diferente.Na minha opinião Liziero e Everton deveriam ser titulares. E Igor Vinícius daria velocidade na direita. Até o Tréllez merece uma chance. Se a culpa não é do esquema e sim dos jogadores, por que não mudar?

  2. Esteja certo, Diniz.

    Se você conseguir fazer o SPFC campeão, jogando futebol efetivamente e vencendo, nós torcedores estaremos a aplaudi-lo.

    Por enquanto muita conversa e pouco resultado.

    Time ainda lento, sem variação nem efetividade.

    Refém de seus “patrões”.

    #Fica a dica, Diniz.

  3. Força Diniz, time melhorando a cada jogo, devido a algumas circunstâncias não somos líderes, esse mesmo time jogava um futebol muito pior nas mãos do Cuca por exemplo.

  4. O Diniz é mais inteligente que todas as aves aguourerntas juntas. Ótimo ele tratar a torcida com a cordialidade e o respeito que parte dela (a parte agourenta, óbvio) não o trata.

      • As vezes fico na dúvida Paulo, se o aprendiz Rogério Ceni, no início do seu trabalho em 2017, com um elenco mais modesto, não desempenhou um futebol mais vistoso que o aprendiz Diniz em 2020. Por enquanto, ainda não entendi toda essa euforia. Por enquanto estou no modo esperança.

        • A euforia é porque parte da torcida quer muito que o Diniz dê certo. Torcedor é assim, se agarra no mínimo de esperança. Compare a carreira do Diniz com o Miguel Ángel Ramírez. O cara tem menos tempo como profissional, mas já ganhou um título internacional. Fiquei impressionado com o Del Valle dirigido por ele. O time é intenso, troca de passes rápido e é agressivo. Nem o Grêmio do Renato Gaúcho, o melhor técnico brasileiro hoje, segundo alguns, sufocou o Flamengo que nem o Del Valle.

  5. O que não falta é técnico aqui…

    Se o Leco e o Raí der uma passada aqui dá pra pechinchar e colocar um técnico por mês…

    Só manjador com a solução… uau!

  6. Diniz tera nos próximos 3 adversários, as piores defesas do campeonato Paulista; talvez seja a hora de colocar os discursos e as estatísticas em prática! Resultados por enquanto nada, está ligado apenas o modo esperança.

  7. Pênalti ridículo que deram para as porcas no chiqueiro encima do xiliquento (Dudu), nitidamente ele se jogou, até o Paulo Cesar de Oliveira disse que não foi.

    Jamais dariam esse pênalti inexistente no Morumbi, já não dão os legítimos, quanto mais esse tipo.

  8. Esse trecho da entrevista me lembra de uma vez que investi 10 mil reais num grupo de investimento sem saber o que estava fazendo.

    Perdi os 10 mil mas ganhei uma lição – Não acredito que seja o caso, entendi a alteração dele e acho que ele acertou, mas – é possível ser um burro corajoso.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!