São Paulo faz treino coletivo com Diniz enérgico e exigindo pressão

São Paulo fez mais um treinamento na manhã desta terça-feira, se preparando para o seu próximo compromisso no Campeonato Paulista, sábado, às 16h30 (de Brasília), contra o Oeste, em Barueri. Na atividade realizada no CT da Barra Funda, destaque para Fernando Diniz, que se mostrou bastante enérgico e exigindo muita intensidade de seus comandados, principalmente em relação à pressão na saída de bola adversária.

Nesta terça-feira, Diniz teve pela primeira vez na semana todo o elenco trabalhando junto. Desta forma, sua comissão dividiu os atletas em quatro times (branco, laranja, amarelo e rosa) para a disputa de um coletivo em campo reduzido.

Amarelo: Hernanes, Vitor Bueno, Tréllez, Igor Vinicius, Bruno Alves e Danilo
Rosa: A. Martins, Tchê Tchê, Luan, Reinaldo, Shaylon e Brenner
Laranja: Juanfran, Diego, Igor Gomes, Rodrigo Nestor, Toró e Pablo
Branco: Arboleda, Liziero, Daniel Alves, Everton, Fabinho e Pato

Durante toda a atividade, Diniz focou em exigir de seus atletas uma marcação pressão na saída de bola. Justamente por isso, as equipes tinham de atacar com passes rápidos e se movimentando bastante para abrir espaços que pudessem ser explorados.

Antony, que ainda não realizou exames médicos para assinar com o Ajax, segue treinando separadamente. Nesta terça-feira, o atacante permaneceu nas dependências internas do CT da Barra Funda, já que não pode se sujeitar riscos físicos enquanto as pendências de sua transferência para o clube holandês não sejam concluídas.

Apesar de sua ausência nos primeiros treinamentos da semana, Antony não deve ser desfalque para Fernando Diniz contra o Oeste, no próximo sábado. A expectativa é que o jogador realize os exames médicos entre terça e quarta-feira e possa, enfim, reforçar o São Paulo no Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva

6 comentários

    • Quanta asneira que esses pseudos dirigentes cometeram.

      E pior ainda, contrapondo a esse consumismo irresponsável o clube é um dos que mais arrecadam com a venda de jogadores.

      Tivesse esse traste do Leco imposto uma gestão de austeridade e saneamento das dívidas, montando um elenco de forma contida e muito mais criteriosa, trazendo alguns poucos jogadores e apostado bem mais na base, as finanças estariam reorganizadas.

      Mas não, o legado que nos deixa é essa situação financeira em frangalhos e uma das mais caras folhas de pagamento.

  1. Ao meu enquanto não colocar um ” burucutu'” na área estilo Luizão,Luís Fabiano,Fred,Guerrero digo caras de área finalizadores natos essa seca de gols vai continuar já que vendeu o Anthony tem o Telles ainda pra sair procura um cata com essas características que já tá bom demais o restante se ajeita com oque tem mesmo e os meu ver claro que hoje ele não vai vir mas o Willian José se daria muito bem nesse time

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!