Entenda como fica a situação de Antony no São Paulo após venda ao Ajax

Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press

Quem esperava ver o retorno de Antony ao time titular do São Paulo no clássico contra o Corinthians se surpreendeu ao saber que o atacante sequer ficaria no banco de reservas. Acertado com o Ajax, o jogador foi preservado pelo São Paulo, para que pudesse finalizar todas as etapas da negociação.

Na zona mista do Morumbi, o diretor executivo de futebol Raí explicou o motivo de Antony ter ficado de fora da lista dos relacionados para o clássico. Apesar da vontade do jogador, o clube optou por esperar a realização dos exames médicos.

“Ele estava com muita vontade de jogar, mas é uma questão de prudência, porque os exames médicos são no meio da semana que vem. Mas, daí para frente, vai jogar até o momento de sair”, disse Raí.

Dessa forma, a tendência é que Antony volte a ficar à disposição de Fernando Diniz para a partida contra o Oeste, que acontece no sábado, às 16h30, na Arena Barueri. A princípio, o atacante disputa uma vaga com Pato e Pablo, que atuaram no jogo contra o Corinthians. Enquanto o primeiro jogou mais centralizado, o segundo posicionou-se pela ponta-direita.

Vale lembrar que Lucas Moura passou por uma situação parecida em 2012. O atacante foi anunciado pelo Paris Saint-Germain em agosto daquele ano, porém permaneceu no São Paulo até o final da temporada, sendo fundamental na conquista da Sul-Americana.

A negociação de Antony pode render até 29 milhões de euros (cerca de R$ 134 milhões). O Tricolor receberá R$ 33 milhões à vista dos holandeses, porém embolsará R$ 75 milhões até o final do ano. Desde que estreou pela equipe profissional, no início de 2019, Antony disputou 48 partidas pela equipe do Morumbi, tendo marcado seis gols.

Depois do empate com o Corinthians, o São Paulo chegou aos nove pontos, na terceira colocação do grupo C. Inter de Limeira e Mirassol estão à frente, com a mesma pontuação, porém o primeiro tem mais vitórias e o segundo tem um saldo de gols maior.

Gazeta Esportiva

5 comentários

  1. Do post anterior: enquanto uma geração de tricolores cresceu sendo chamada de bambi e veado nas escolas e ruas, o SPFC fazia campanhas genéricas claramente embaladas pelo politicamente correto.

    Nunca houve nota de repúdio contra jornalista, nunca tiveram pulso forte.

    Depois de ser roubado em 3 jogos sem ter a atitude correta, qual seria a surpresa se perdêssemos uns mandos, tivéssemos jogos sem torcida e o Lugano fosse suspenso?

    Nosso estado de indigência moral é deprimente.

  2. Boa venda vai, pessoal! Uma pena que eles nos endividaram tanto, com tantas contratações levianas e inexplicáveis. O que arrecadamos com nossos jovens nos últimos anos só fica atrás do Flamengo.

    Que seja bem utilizado agora. Talvez nem seja o momento pra contratar. Aguardar a janela europeia no meu do ano, pra tentar achar alguém de lá, pq aqui hj não vejo nome nenhum interessante.

    Vejo um grupo muito qualificado, carente apenas de confiança. E confiança vem com vitórias. Depois de 3 jogos sem vencer, talvez seja hora de ganhar mesmo sem convencer.

    Uma vez o Tite disse uma coisa que eu acho muito verdadeira. Que ele enxerga um time campeão não quando vence jogando bem, mas quando até quando joga mal, vence. E é verdade… Ganhar até mesmo quando se joga mal demonstra muita força emocional e confiança. E confiança de vitória ajuda demais a jogar bem.

    É um ciclo.

    • Com certeza esse $ não é pra contratar: estamos pegando emprestado com bancos pra pagar a folha e devendo uns meses de ‘direito de imagem’
      Ou seja: estamos com o pires na mão. Eu rezo pra que esse $ ajude a equilibrar as contas e que possamos encher o morumbi nos jogos da liberta, pois isso sempre gera renda e assim impedimos o sonho do Leco de rebaixar o SPFC.
      Estamos longe de um rebaixamento, mas ficar com dívidas impagáveis é sinal que queremos entrar na fila.
      Mal posso esperar pelo dia q o Leco ñ tiver mais nada a ver com SPFC….

  3. Eu entendo que muitos apoiadores estão insatisfeito com o Diniz, mas há a necessidad de ver outros pontos e dar supporte ao Diniz e ao grupo.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!