Após enviar fisiologista, São Paulo define logística da estreia na Liberta

O São Paulo já definiu a sua programação para a estreia na Copa Libertadores, dia 5 de março, contra o Binacional (PER), às 21h (de Brasília). A delegação irá para Juliaca, cidade em que fica o estádio Guillermo Briceño, poucas horas antes de a bola rolar.

​Trata-se de uma medida para minimizar os efeitos da altitude de aproximadamente 3.800 metros, que começa a causar maiores desconfortos após algumas horas de contato com o ar rarefeito. A delegação ficará hospedada e deve fazer um treino em Santa Cruz de la Sierra, cidade boliviana pouco acima do nível do mar que fica a pouco mais de uma hora de avião de Juliaca.

​Há cerca de duas semanas, o clube enviou o fisiologista Luis Fernando de Barros para conhecer a estrutura de Juliaca e poder definir os detalhes da programação.

​Luis Fernando, que passou os últimos anos fazendo um elogiado trabalho no Santos, foi contratado neste ano para chefiar a área de saúde do Tricolor ao lado dos médicos José Sanches e Tadeu Moreno. Ele é filho de Turíbio Leite de Barros, que também foi fisiologista do São Paulo e é um dos idealizadores do Reffis.

Lance!

Anúncios

9 comentários

  1. o time do corinthians esta pessimo e é impossivel melhora=lo ate amanha, e ainda estao psicologicamente abatidos! ganhar amanha é obrigacao! 1×0 p nós!

  2. Essa questão de logística é apenas uma das medidas para tentar diminuir os efeitos da altitude, a outra talvez seria tentar colocar um time mais físico, como reversar em cada tempo: Daniel Alves e Hernanes, sem perder a qualidade tecnica e não utilizar o Juanfran, economizando uma substituição.

  3. Sugiro q treinem com a bola mais leve (não sei quanto) pois na altitude devido ao ar rarefeito, a bola fica mais leve, ” tipo bexiga”….. e muda de direção mais facilmente. Chutes de longa distância com essa bola para o Volpi ir se acostumando. Aliás o time todo….o pessoal q tem chute forte- Reinaldo, Daniel Alves, Bruno Alves….no Brasil, antes de viajar- muito muito muito intensamente, vai Fernando Diniz…. se vencer lá a classificação fica quase q garantida !!!!!

  4. Estive em Puno, cidade a alguns quilometros de Juliaca e sofri com o mal da altitude e realmente é horrivel. Para atleta querer respirar e nao conseguir direito, sensação de cansaço a todo momento. Fernando Diniz tem que ser inteligente na escalação para o time poder aguentar todo o jogo com qualidade ou na raça como foi na Bolívia em que o Denis foi expulso. Vitória lá tranquiliza muito no grupo da morte!!!

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!