Foram apenas três partidas oficiais do São Paulo em 2020, duas vitórias, um empate, quatro gols marcados e apenas um sofrido, tudo pelo Paulistão. Se essas marcas ainda não servem para empolgar, pelo menos dão uma luz de que a sequência do ano tende a ser melhor do que 2019. Um dos motivos para isso é a melhora nas estatísticas de finalização, segundo o Footstats.

Sob o comando de Fernando Diniz, o Tricolor disputou 17 partidas no Brasileirão e acertou 81 finalizações no alvo, dessas apenas 16 balançaram a rede. Média de 4,8 conclusões certas, mas índice de menos de um gol por jogo. Números muito baixos para um time que, diante do pensamento do treinador, se propõe a explorar um estilo de futebol mais ofensivo.

No início deste ano, porém, mesmo levando em consideração o nível técnico de um estadual nessa comparação, o São Paulo tem mostrado que pode estar acontecendo uma mudança nesse perfil ou, pelo menos, uma reação ao que (não) aconteceu no ano passado. Em três rodadas do Paulistão, o time já tem 23 finalizações certas, ou seja, média de 7,7 por duelo, a melhor do torneio.

Além disso, são quatro gols marcados, sendo que o jogo em que não anotou um tento foi o clássico contra o Palmeiras, quando acertou cinco finalizações, número acima do que o índice no Brasileirão-2019, e bastante significativo diante de um rival que tem sido uma pedra no sapato são-paulino. A vitória não veio, mas os sinais de evolução estão sendo importantes no processo.

Pablo, artilheiro do Tricolor na temporada passada com sete gols, foi o autor do primeiro tento do clube neste ano, contra o Água Santa, na primeira rodada do  Paulistão. É ele que tem puxado os números de finalização, com cinco certas até o momento, média de 1,7 por jogo, ocupando a quarta posição no ranking geral, à frente de Willian, do Verdão, que já marcou quatro gols nesta edição.

Fernando Diniz não esconde que neste ano a prioridade será a construção de jogadas do meio para frente, já que a parte defensiva da equipe está estabelecida e vem desempenhando muito bem. A partir disso, é preciso haver um crescimento ofensivo, tanto nos números quanto no volume de jogo. Quem viu essas três primeira rodadas, sabe que ainda há muito a fazer, mas com certeza percebe que os passos dados encaminham um progresso.

O próximo teste do São Paulo para saber se essa evolução continua será nesta segunda-feira, às 20h, contra o Novorizontino, no Morumbi, pela quarta rodada do Paulistão-2020. Atualmente, o Tricolor lidera o Grupo C da competição com sete pontos, à frente da Inter de Limeira, do Mirassol e do Ituano.

Confira alguns dos números citados acima:

São Paulo no Brasileirão-2019 com Fernando Diniz:
17 jogos
81 finalizações certas (4,8 por jogo)
16 gols (0,94 por jogo)

São Paulo no Paulistão-2020:
3 jogos
23 finalizações certas (7,7 por jogo)
4 gols (1,33 por jogo)

Lance!