De volta ao São Paulo, Shaylon quer retribuir o que recebeu desde a base

Um dos dois emprestados que serão aproveitados no São Paulo nesta temporada, Shaylon tem expectativa de fazer tudo o que for possível para ajudar o clube a conquistar seus objetivos. Após um ano cedido ao Bahia, onde teve dois semestres diferentes, ele retorna com o aval de Fernando Diniz, que já tem utilizado o jogador no time reserva, como meio-campista mais avançado.

Em entrevista para a SPFCTV, o meia falou de seus sentimentos ao retornar a um lugar que tanto o ajudou desde a base. Agora, com um elenco mais experiente e vitorioso, ele espera absorver o que os companheiros tem a oferecer para poder retribuir o que já recebeu antes de virar profissional.

– Estou voltando com um elenco mais experiente, Daniel Alves, Juanfran, Hernanes, que já tinha passado aqui. Caras vitoriosos no futebol, que já passaram por muita coisa, que tem muito para agregar ao São Paulo. Então acho que é pegar experiência, pegar as coisas boas deles para ajudar o São Paulo, por tudo o que o São Paulo já me ajudou desde a base, quero poder retribuir dentro de campo tudo isso – afirmou.Shaylon é cria da Chapecoense, porém foi contratado pelo Tricolor antes mesmo de virar profissional e terminou sua formação no clube do Morumbi. Hoje, aos 22 anos, se diz feliz por ter voltado a treinar em Cotia, onde viveu parte de seu período de jogador de base e conquistou títulos. O elenco são-paulino passou alguns dias no centro de excelência nesta pré-temporada.

– Estou muito feliz, primeiro pela minha volta ao São Paulo e depois por poder trabalhar em Cotia novamente, onde minha história no clube começou e fui muito feliz – relembrou o meia antes de dizer como tem sido bem recebido:

– Conversei com muita gente já, tanto comissão quanto jogadores, todo mundo passando energia para começar o ano bem, me sinto melhor, me sinto bem, me sinto preparado para poder ajudar.

Em 2019, pelo Bahia, ele atuou em 30 partidas oficiais e marcou cinco gols, porém teve seu melhor momento durante o primeiro semestre, na disputa do Campeonato Baiano e da Copa do Nordeste. Já na segunda metade do ano acabou perdendo espaço, no entanto, recebeu um recado de Fernando Diniz que o motivo a continuar trabalhando forte pensando em 2020.

– Foi uma temporada boa, poderia ter sido um pouco melhor, principalmente o segundo semestre, mas o primeiro semestre foi muito bom. Foi importante tanto para jogar quanto para amadurecer, um ano diferente do que eu passei aqui no São Paulo e foi muito bom para mim – afirmou antes de completar:

– O Diniz começou comigo no Bahia x São Paulo lá na Fonte, falou que era para eu continuar trabalhando, que poderia ter a chance de voltar e agora quando eu cheguei ele deu as boas vindas, falou que contava comigo e fico feliz por isso, pela confiança que ele tem me dado.

Shaylon e seus companheiros receberam folga neste domingo, e voltam a treinar nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda. O elenco do São Paulo está em pré-temporada, de olho na preparação para a estreia no Paulistão, nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Água Santa, no Morumbi.

Lance!

Anúncios

13 comentários

  1. As vzs é difícil entender certos jogadores… Esse é um deles.

    Tem potencial enorme, sabe jogar, teve excelente formação desde a base, está num dos melhores clubes de futebol do país, mas…
    Mas não emplaca, não pega nem no tranco, é passivo ao extremo, falta iniciativa, falta coragem de mostrar o que sabe…

    Vamos ver se com mais uma oportunidade ele sai dessa letargia e joga o que ele demonstra saber.
    É a sua chance, garoto…

  2. Muitos jogadores do tipo do shaylon só despontam depois dos 23 , 25 anos . Lá na Europa os grandes times costumam vende-los barato com opção de compra por valor bem mais alto . Caso do Casemiro .

  3. Esse é outro que temos de de torcer para ir bem, pelo bem ($) do clube.

    Shaylon as vezes parece sofrer do mesmo problema do Ganso (Talento vs sono), diferentemente ave ele ainda tem tempo ou vai cair no esquecimento em algum time da segunda ou terceira divisão.

    • Nao gostaria de ver Ganso de volta ao SP, mas Shaylon jamais mostrou 10% da qualidade do ex santista. Ao contrario da maioria nao vejo esta qualidade toda no Shaylon Talvez pelo fato de ser canhoto passa a impressao de ter mta tecnica… Na minha opiniao, ele vive daquele golaco contra o Bahia ate hoje. Saudacoes tricolores.

      • Estamos falando de potencial e não qualidade adquirida, realmente não é possível compara-los.
        É importante dizer que o potencial do Ganso tb era maior.

        Esta expectativa existe não só por conta deste jogo, mas pelo o que ele apresentava desde a chape. Ainda é uma aposta, mas uma aposta nossa por isto ainda vale apena tentar.

  4. Galera vai me bater agora mas não acho que a passagem do Ganso pelo SP foi tão ruim, acho que ele foi peça importante por exemplo no SP do Bauza que chegou as semifinais da Libertadores…e lembro que nas estatísticas ele sempre estava entre alguns que mais desarmava. Eh que tínhamos aquela imagem do Ganso na época do Santos que deixou de existir por culpa de 2 cirurgias (uma acredito que por negligência do Depto do Santos) que o colocou pra jogar no sacrifício mesmo sabendo do quadro clínico dele…

  5. Ele, o Brenner e o Helinho tem mais uma chance pra dar a volta por cima. Os 3 tem potencial mas precisam melhor em coisas que sao bem difíceis, como por exemplo, personalidade, atitude, garra.

    Se continuarem jogando com a sensação de que terão mais 10 anos de oportunidades vai ser bem difícil a carreira deles.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!